Segundo Paulo Sequeira, comandante dos Bombeiros Voluntários da Guarda, a jovem bombeira sofreu queimaduras nos membros inferiores e esteve exposta à inalação de fumos.

A voluntária foi transportada para o serviço de urgências do Hospital Sousa Martins da Guarda e posteriormente teve alta, já que, de acordo com o comandante, se verificou que a situação "ao nível das vias respiratórias não era tão grave" como inicialmente se supunha.

No combate às chamas sofrerem ainda ferimentos ligeiros um bombeiro da corporação de Famalicão da Serra, Guarda, que "deu um jeito nas costas", e um civil que se magoou a manobrar uma motobomba, indicou Paulo Sequeira.

Pelas 22:00, o incêndio avançou para a zona de Seixo Amarelo, estava "ativo com duas frentes" e a ser combatido por 195 operacionais e 59 veículos, anuncia a página na internet da Proteção Civil.

De acordo com a fonte, outro incêndio rural, que começou pelas 14:30 numa área de mato da freguesia de Lageosa do Mondego, no concelho de Celorico da Beira, e que progrediu para o concelho da Guarda, envolvia no seu combate 152 operacionais e 46 viaturas.

Devido ao incêndio, que continua ativo com três frentes, estão cortadas à circulação rodoviária a Estrada Nacional 16 Porto da Carne (Guarda) - Açores (Celorico da Beira) e o antigo troço do Itinerário Principal 5 entre Açores (Celorico da Beira) - Alvendre (Guarda).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.