O país sul-americano totaliza agora 65.487 vítimas mortais e 1.623.284 casos confirmados desde o início da pandemia no país, registada oficialmente em 26 de fevereiro.

A taxa de letalidade da covid-19 no Brasil está nos 4% hoje, quando 927.292 pacientes infetados já recuperaram e 630.505 doentes continuam sob acompanhamento.

De acordo com o Ministério da Saúde brasileiro, 230 das 620 mortes ocorreram nos últimos três dias, mas foram incluídas nos dados de hoje.

São Paulo (sudeste), o estado mais rico e populoso do Brasil, mas também o foco da pandemia no país, acumula 323.070 pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus e 16.134 mortos.

O Rio de Janeiro (sudeste), que vinha sendo o segundo estado mais afetado, foi ultrapassado este fim de semana pelo Ceará (nordeste), que tem hoje 122.477 infetados e 6.481 vítimas mortais.

Já o Rio de Janeiro, terceira unidade federativa com mais casos de infeção, totaliza 121.879 pacientes com covid-19 e 10.698 óbitos.

Todas as 27 unidades federativas do Brasil já ultrapassaram as 10 mil pessoas diagnosticadas com o vírus e 13 já têm mais de mil mortos contabilizados desde a chegada da pandemia ao país, que é o segundo com mais infeções e mortes no mundo.

A cidade brasileira de São Paulo reabriu hoje bares, restaurantes e salões de beleza, após mais de 100 dias fechados.

A cidade, que é capital estadual, passou à fase amarela do plano estadual de flexibilização gradual da economia, que autoriza a reabertura destes espaços comerciais.

Contudo, segundo a imprensa local, a adesão dos paulistas foi pequena, apesar da implementação de regras de distanciamento social, como mesas afastadas, medição da temperatura corporal e funcionários a atender de máscara e a oferecer álcool em gel aos clientes.

Bares e restaurantes de São Paulo poderão agora funcionar com 40% da sua capacidade durante seis horas por dia, respeitando regras de distância física e medidas de higiene.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 535 mil mortos e infetou mais de 11,52 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.