“Acho que é muito positivo que se tenha chegado a um acordo nesta primeira fase, garantindo os direitos dos cidadãos”, área que António Costa considerou ser a mais importante das três negociadas (ausência de fronteiras entre a Irlanda e a Irlanda do Norte e o acerto de contas são as outras duas).

Para o primeiro-ministro, que falava à entrada do Conselho Europeu, que decorre hoje e sexta-feira, em Bruxelas, seguido de uma cimeira da zona euro, é “motivo de ânimo” ter-se conseguido fechar esta etapa dentro do calendário previsto.

Na cimeira, os líderes dos 27 deverão aprovar o avanço para a negociação de um futuro acordo comercial entre a União Europeia e o Reino Unido, seguindo a recomendação nesse sentido avançada pela Comissão Europeia e acompanhada pelo Parlamento Europeu.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.