O resultado eleva o montante da campanha para 40,8 milhões de dólares, um valor sem precedentes angariado nesta fase prematura da campanha de Donald Trump.

A organização da campanha informou que 99% das doações corresponderam a 200 dólares ou menos, com uma doação média de 34 dólares.

Por seu lado, o Comité Nacional Republicano arrecadou 45,8 milhões de dólares nos primeiros três meses do ano, segundo a Associated Press.

Combinado, o esforço pró-Trump reporta agora a 82 milhões de dólares no banco, com 40,8 milhões pertencentes apenas à campanha.

Enquanto o seu antecessor, Barack Obama, começou a recolher fundos para a sua reeleição apenas a partir do terceiro ano do mandato, Trump apresentou a documentação necessária para se candidatar à sua reeleição no mesmo dia em que entrou na Casa Branca, e tem estado envolvido no financiamento da sua campanha desde meados de 2017.

Entre os democratas, o dinheiro divide-se por um vasto grupo de candidatos: o senador norte-americano Bernie Sanders liderou o campo democrático no primeiro trimestre, angariando mais de 18 milhões de dólares, seguido por Kamala Harris, com 12 milhões de dólares, e Beto O'Rourke, com 9,4 milhões de dólares.

Bernie Sanders foi já candidato à nomeação democrata para a Presidência dos Estados Unidos, em 2016, corrida que acabaria por ser ganha pela ex-senadora e ex-secretária de Estado Hillary Clinton, que perdeu as eleições para Donald Trump.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.