O PS propôs hoje o seu antigo líder parlamentar Francisco Assis para substituir Correia de Campos no cargo de presidente do Conselho Económico e Social (CES), uma escolha já elogiada pelo líder do PSD, Rui Rio, que classificou como “particularmente feliz”.

Questionada sobre esta escolha, Catarina Martins referiu que “Francisco Assis é um defensor de longa data do bloco central e, portanto, é natural que recolha apoio junto do PS e do PSD”.

“É natural também que as nossas posições sejam diferentes e são aliás conhecidas”, avisou.

Para além de Francisco Assis, os socialistas propuseram hoje o professor universitário José João Abrantes e a juíza conselheira Maria da Assunção Raimundo para preencher as duas vagas em aberto no Tribunal Constitucional, realizando-se ambas as eleições no próximo dia 10.

A Assembleia da República vai tentar concretizar em 10 de julho eleições pendentes para representantes de vários órgãos externos, incluindo uma terceira tentativa para o Conselho Económico e Social (CES) e uma segunda para o Tribunal Constitucional

Para serem eleitos, os nomes agora apresentados pelo PS necessitam de obter dois terços dos votos entre os 230 deputados, o que implica um acordo entre socialistas e sociais-democratas, tendo-se já verificado várias eleições falhadas no último ano.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.