O resultado “é uma responsabilidade política, pessoal e exclusivamente minha”, afirmou, numa declaração à Lusa, a vice-presidente do CDS que teve o apoio da líder do partido, Assunção Cristas, nestas eleições, ganhas por Fernando Barbosa, que saudou telefonicamente pela vitória.

A candidata e deputada acrescentou aceitar “integralmente a vontade expressa pelos votos” e que assume a “total e exclusiva responsabilidade pelo resultado”.

Os militantes, admitiu, votaram numa “candidatura alternativa que propunha um presidente distrital em exclusividade de funções” e que considerava incompatível o cargo de deputado com o de líder daquele órgão.

Sem nunca se referir às polémicas neste processo eleitoral, como a impossibilidade de militantes da Juventude Popular (JP) e Federação dos Trabalhadores Democratas-Cristãos (FTDC) votarem, Cecília Meireles optou por fazer um apelo à unidade.

Depois de dizer que são “todos do mesmo partido”, a vice dos centristas deixou uma “palavra sólida de união”.

“O grande objetivo do CDS é concentrar-se nos cidadãos e propor soluções que melhorem a sua vida”, argumenta na declaração à Lusa.

Após a derrota de Cecília Meireles, a tendência CDS XXI criticou as alegadas irregularidades na eleição para a distrital do Porto e exigiu um congresso nacional extraordinário para os militantes “decidirem, em consciência e liberdade, o seu futuro”.

Já Raúl Almeida, ex-deputado e conselheiro nacional eleito nas listas de Filipe Lobo d'Ávila, aconselhou Assunção Cristas a “retirar as consequências políticas da derrota” da sua vice-presidente na distrital portuense e a remodelar a secretaria-geral do partido.

Fernando Barbosa, até agora vice-presidente da Distrital do CDS/Porto, venceu as eleições à liderança daquele órgão, derrotando a vice-presidente do partido, Cecília Meireles.

De acordo com fonte da distrital, Barbosa obteve cerca de 979 votos na votação para a comissão política e Cecília Meireles 672, ao passo que a candidatura do vencedor aponta para um triunfo por cerca de 60% dos votos, num distrito que conta com cerca de 6.500 militantes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.