De acordo com o CSN, o vazamento está “muito abaixo dos limites estabelecidos nos critérios de segurança” e não teve qualquer impacto nos trabalhadores ou no meio ambiente.

O diretor da central nuclear comunicou ao CSN que a paragem é necessária para se “localizar a origem do vazamento”.

De acordo com a mesma fonte, a medida foi tomada para excluir a hipótese de uma fuga na barra de pressão, onde se encontra o conjunto de todos os componentes submetidos à pressão do reator e que fazem parte do seu sistema de refrigeração.

Este não é o primeiro acidente na central nuclear de Vandellós II, situada na Catalunha.

Em outubro de 1989, uma falha elétrica provocou um incêndio de nível 3 na Escala Internacional de Ocorrências Nucleares, forçando o encerramento da central. É, ainda hoje, considerado o maior acidente da história em centrais nucleares espanholas.

Em 2008, um problema semelhante originou um novo incêndio num gerador elétrico, embora de menor escala.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.