Em declarações aos jornalistas, em Braga, na sede eleitoral do partido, Diogo Pecheco Amorim, atualmente deputado na Assembleia da República, a substituir André Ventura, afirmou que a taxa de abstenção não surpreende “mas magoa”.

A abstenção nas eleições autárquicas de hoje situou-se entre 45% e 50%%, de acordo com projeções divulgadas pela RTP e pela SIC.

“Os políticos mais uma vez falharam, principalmente os políticos das autarquias, que são aqueles que mais dizem às pessoas e que mais confiança costumam gerar”, afirmou o deputado.

Segundo o Chega “isto é grave”, embora não seja surpreendente: “Não deixa de não nos surpreender mas como políticos magoa-nos. Isto tem a ver com as eleições autárquicas que até agora mobilizavam bastante as populações, era uma política de proximidade”, afirmou.

Quanto a possíveis resultados para o Chega, Diogo Pacheco Amorim adiantou que esses são esperados “com esperança”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.