Segundo a mesma fonte, será Adolfo Mesquita Nunes, o coordenador do programa eleitoral, a estar na reunião com os organizadores do protesto, que ainda não tem data marcada.

Marcada para sexta-feira, a segunda greve mundial de estudantes pelo clima pretende mais uma vez exigir dos políticos ações concretas contra as alterações climáticas e deverá levar para as ruas milhares de alunos de todas as idades em todo o mundo.

A primeira greve de estudantes pelo clima aconteceu em 15 de março e juntou, segundo a organização (www.fridaysforforture.org ), pelo menos 1,6 milhões de jovens de 125 países, incluindo Portugal, onde se realizaram protestos em mais de 20 cidades.

Os estudantes inspiram-se na jovem ativista Greta Thunberg, de 16 anos, que todas as sextas-feiras falta às aulas, indo para junto do parlamento da Suécia em protesto contra o que chama de “crise climática”.

A ativista sueca tem criticado os políticos por “nada estar a ser feito para deter a destruição do clima” em discursos no Parlamento Europeu, no senado italiano ou em reuniões com deputados ingleses.

Em Portugal, a comissão parlamentar de Ambiente aprovou por unanimidade, em 07 de maio, uma proposta para convidar a jovem ambientalista sueca a discursar na Assembleia da República.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.