Segundo a Caixin, os empregados da LOT recolheram cerca de 2.500 yuan (315 euros), entre os passageiros, após o mecânico exigir o pagamento em dinheiro, para reparar a bomba hidráulica do avião.

Os trabalhos de reparação demoraram dez horas e a LOT devolveu o dinheiro aos passageiros após aterrarem na Polónia.

O porta-voz da companhia aérea, Adrian Kubicki, culpou o representante da empresa, em Pequim, por não ter levado cartão de crédito ou dinheiro.

O voo da LOT, desde Pequim, tem uma frequência de três vezes por semana, num Boeing 787 Dreamliner.

No portal oficial, a empresa promete um voo em condições de "luxo" e com um ambiente "amável".

"A nossa tripulação, da melhor categoria, garantirá a sua comodidade do primeiro ao último minuto", lê-se.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.