De acordo com o aviso de prorrogação de prazo assinado pelo gabinete do secretário de Estado das Infraestruturas, o prazo fixado para a apresentação das propostas foi prorrogado até 16 de fevereiro de 2018.

A 15 de maio deste ano a concessão das viagens aéreas entre Porto Santo e a Madeira à Aerovip, empresa aérea que faz parte do grupo Sevenair, foi prorrogada por mais um ano pelo Governo da República Portuguesa, anunciou nesse dia o grupo Sevenair.

Fonte oficial do grupo disse na altura à agência Lusa que o Governo da República Portuguesa "propôs à Sevenair a prorrogação do prazo da concessão por mais um ano da linha Porto Santo - Madeira", motivo pelo qual poderia começar a aceitar reservas a partir de 5 de junho.

De acordo com o Governo Regional da Madeira, o prolongamento da concessão à Aerovip, por mais um ano, "resolve de imediato o problema, mas adia a solução”.

A 31 de dezembro de 2013, a SATA deixou de efetuar esta rota, alegando que o valor da indemnização compensatória era "manifestamente insuficiente", e foi substituída depois pela Aerovip, companhia que venceu o concurso da concessão da linha por três anos, que terminava a 31 de maio deste ano.

A 3 de março foi publicada em Diário da República a resolução do Conselho de Ministros que autoriza a realização da despesa relativa à adjudicação da prestação de serviços aéreos regulares, em regime de concessão, na rota Porto Santo/Funchal/Porto Santo, pelo período de três anos, no valor de cerca de 5,6 milhões de euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.