No caso do Conselho de Jurisdição, a lista de Francisco Rodrigues dos Santos, que este domingo substitui Assunção Cristas na presidência do partido, apresenta como presidente Alberto Coelho, enquanto a lista B, apresentada por João Almeida, propõe para encabeçar este órgão Diogo Feio, diretor do gabinete de estudos do CDS-PP e antigo líder parlamentar.

Para o Conselho de Fiscalização também concorrem duas listas: a da direção, encabeçada por Marco Rodrigues Dias, e a da Lista B, encabeçada por Francisco Aguiar.

Aos restantes órgãos concorre apenas a lista proposta pelo futuro líder do partido: a Mesa do Congresso, que terá como presidente Martim Borges de Freitas, antigo líder da Juventude Centrista, e a Mesa do Conselho Nacional, liderada por Filipe Anacoreta Correia, ex-deputado e líder da tendência Alternativa e Responsabilidade.

As listas aos órgãos nacionais do partido foram afixadas pouco antes das 11:00 no átrio onde decorre o 28.º Congresso do CDS-PP, no Parque de Exposições de Aveiro.

Esta manhã decorrem as votações para a eleição dos órgãos nacionais. As urnas abriram cerca das 11:00 e encerram às 12:30, de acordo com o programa do congresso.

Como não foi eleito, e não estará na Assembleia da República, quer ser um "deputado sombra".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.