O Índice de Transição Climática, diz o Serviço de Notícias da Comunhão Anglicana (ACNS), permitirá que os fundos de investimento vinculem os investimentos que fazem na Bolsa de Londres ao progresso que as empresas estão a fazer em relação ao Acordo de Paris. Uma das primeiras consequências da decisão é que aquele organismo da Comunhão Anglicana não investirá mais em empresas como a BP, ExxonMobil e Chevron, uma vez que as metas destas empresas não estão alinhadas com o Acordo de Paris.

Citado pela ACNS, o diretor de Ética e Compromisso do Conselho de Pensões, Adam Matthews, afirmou que este organismo “não investirá mais em vários nomes conhecidos na indústria do petróleo”. Mas, se as empresas arrepiarem caminho, poderão voltar a ser elegíveis para novos investimentos.

O índice irá analisar o desempenho das empresas cotadas na Bolsa de Londres a partir de cinco items: reservas de combustíveis fósseis; emissões de carbono; iniciativas económicas verdes; mecanismos e medidas para prevenir, mitigar ou adaptar-se aos riscos impostos pela mudança climática; e desempenho nas emissões de carbono, avaliando a eficiência e limpeza do consumo de combustíveis fósseis.

Com esta avaliação, o índice permitirá que os investidores tomem decisões financeiras ambientalmente responsáveis, recompensando empresas com metas públicas alinhadas com as metas estabelecidas no Acordo de Paris e penalizando significativamente ou excluindo as que não o fazem.

O arcebispo de Cantuária, Justin Welby, afirmou, também citado pela mesma fonte, que havia um imperativo moral e financeiro de apoiar os objetivos do Acordo Climático de Paris no que diz respeito à urgência que se verifica com as mudanças climáticas. “Para os cristãos e as pessoas de consciência, isso é ainda mais relevante quando se veem os impactos nos mais pobres e menos preparados do mundo para se adaptarem a climas extremos, bem como os impactos sobre a beleza da criação de Deus.”

O índice foi lançado na Bolsa de Valores de Londres na passada quinta-feira, 30 de janeiro. O Conselho de Pensões supervisiona os fundos de aposentadoria para o clero e colaboradores da Igreja da Inglaterra/Comunhão Anglicana.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.

Um artigo do parceiro

7MARGENS é um jornal digital orientado por critérios jornalísticos profissionais e independentes de qualquer instituição, que privilegia informação sobre o fenómeno religioso, no sentido mais amplo do termo. Procura dar conta das diferentes buscas espirituais que marcam o nosso tempo, com os horizontes da paz, da justiça social, do conhecimento mútuo, da tolerância e da cooperação entre os mais diversos atores das nossas sociedades.