Caso os cigarros tivesse sido introduzidos no consumo, tal corresponderia a uma fraude tributária, de valor superior a 7.800 euros”, é no comunicado da GNR distribuído hoje.

A Guarda conta que a Unidade de Ação Fiscal, através do Destacamento de Ação Fiscal de Lisboa, deteve na segunda-feira duas mulheres de 32 anos, pelo crime de contrabando de tabaco, no Aeroporto de Lisboa.

“No decorrer de uma ação de controlo de mercadorias, nos acessos do aeroporto, os militares abordaram as duas mulheres que adotaram um comportamento suspeito perante a presença da GNR”, é referido.

Segundo a GNR, durante a abordagem, os militares verificaram que na bagagem das mulheres estavam dissimulados maços de tabaco com estampilha fiscal russa num total de 39.160 cigarros.

As mulheres detidas foram constituídas arguidas e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Lisboa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.