"Hoje encontrei-me com Dimitar Kovačevski em Skopje. Pude testemunhar o forte empenho da Macedónia do Norte no processo de adesão à UE, num contexto geopolítico desafiante. Disse-lhe que Portugal continuará a apoiar a Macedónia do NOrte no seu caminho europeu", escreveu António Costa, na rede social X, no decurso de uma viagem à região dos Balcãs Ocidentais.

O primeiro-ministro português esteve entre domingo e hoje nesta região para reforçar o compromisso de Portugal em relação ao processo de alargamento da UE. Alguns dos países da região iniciaram as negociações de adesão há mais de dez anos.

Na segunda-feira, António Costa desloca-se à capital da Macedónia do Norte, Skopje, onde irá encontrar-se com o primeiro-ministro Dimitar Kovačevski, seguindo-se depois um almoço em Podgorica, no Montenegro, com o primeiro-ministro do país, Milojko Spajić.

Em comunicado, o gabinete de comunicação de António Costa informou que a visita a estes três países dos Balcãs Ocidentais visa "transmitir o apoio de Portugal aos seus esforços de aproximação à União Europeia, no quadro da política de alargamento".

Atualmente, e sobre a futura entrada destes países, têm surgido críticas no bloco comunitário que apontam para "dois pesos e duas medidas" relativamente ao processo de alargamento da UE. Apesar de a União ter vindo a desenvolver uma política de apoio à integração progressiva, estes países encontram-se há vários anos à espera para ingressar no bloco europeu.

Em 2013, a Croácia tornou-se o primeiro dos sete países dos Balcãs Ocidentais a aderir à UE, enquanto a Albânia, a Bósnia-Herzegovina, o Montenegro, a Macedónia do Norte e a Sérvia têm oficialmente o estatuto de países candidatos.

Entretanto, foram iniciadas negociações e abertos capítulos de adesão com o Montenegro e a Sérvia, além de que as negociações com a Albânia e a Macedónia do Norte foram iniciadas em julho de 2022 e o Kosovo apresentou a sua candidatura à adesão em dezembro de 2022. A 13 de dezembro, realiza-se em Bruxelas uma cimeira UE-Balcãs.

A visita de António Costa surge também a poucos dias de um decisivo Conselho Europeu, que se realiza em Bruxelas a 14 e 15 de dezembro, no qual os líderes da UE vão discutir a abertura de negociações formais para adesão da Ucrânia e da Moldova.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.