Portugal regista hoje 2.153 novos casos de infeção com o novo coronavirus e 13 mortos, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

É o quarto dia consecutivo que Portugal tem mais de dois mil novos casos, após os 2.608 registados na sexta-feira.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 2.162 mortes e 98.055 casos de infeção, estando ativos 37.974 casos, mais 287 do que na sexta-feira.

Nas últimas 24 horas, 1.853 pessoas recuperaram da doença.

Em vigilância, permanecem 52.543 contactos, mais 759 do que nos dados revelados na sexta-feira.

O Boletim ao detalhe

Por região, o Norte concentra 38.281 casos confirmados, uma subida de 1.124 casos face a sexta-feira, e 950 mortes, mais seis do que no dia anterior.

Lisboa e Vale do Tejo, por seu turno, têm 47.027 casos confirmados, mais 781 do que no dia anterior, e mais cinco óbitos, totalizando 871.

Já o Centro regista mais 149 casos confirmados para 7.983 e as mortes permanecem inalteradas em 277.

O Alentejo contabiliza 1.956 casos confirmados, o equivalente a uma subida de 42 casos em comparação com sexta-feira, e 27 óbitos, mais um.

A região do Algarve tem hoje notificados 2.171 casos, o que se traduz num aumento de 47 casos, e 22 óbitos, mais um do que no dia anterior.

A Madeira continua sem registar óbitos e apresenta mais três casos confirmados, totalizando 320, enquanto os Açores adicionaram mais sete casos, contabilizando 317, e o número de mortos não sofreu alterações, continuando assim em 15.

Por sua vez, em internamento estão 1.014 pessoas, menos uma do que na sexta-feira.

Nas unidades de cuidados intensivos estão internados 148 doentes, mais quatro face ao dia anterior.

Do total de casos confirmados, 53.433 são mulheres e 44.622 homens.

O novo coronavírus já causou, em Portugal, a morte de 1.087 homens e 1.075 mulheres.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais 39,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.