Na região de saúde do Norte, os números são ainda mais expressivos: 86% da população já tem a vacinação completa e 89% tem pelo menos a primeira dose, segundo os dados divulgados hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O Algarve é a região mais atrasada, com apenas 77% da população com o esquema vacinal completo (81% com pelo menos uma dose).

O relatório hoje divulgado, que contabiliza a vacinação desde 27 de dezembro de 2020 até ao último domingo, refere que mais de 8,6 milhões de pessoas (84%) já completaram a vacinação contra o vírus SARS-CoV-2 e mais de 8,9 milhões (86%) já recebeu pelo menos uma dose.

Já hoje, o líder da `task force´ que coordenou a vacinação, vice-almirante Gouveia e Melo, num briefing com o primeiro-ministro e outros membros do Governo, avançou que as primeiras doses estavam nos 86,5% e as segundas doses nos 84,3%.

Por grupos etários, o relatório da DGS indica ainda que cerca de 491 mil jovens entre os 12 e os 17 anos (79%) já completaram a sua vacinação e mais de 544 mil (87%) já tomaram pelo menos uma dose da vacina.

Já no grupo entre os 18 e 24 anos, 656 mil pessoas (84%) já têm a vacinação completa e mais de 703 mil (90%) já foram vacinadas com a primeira dose.

 O relatório da vacinação avança ainda que 100% dos idosos dos grupos etários dos 65 a 79 anos e dos mais de 80 anos já estão totalmente vacinados, o que representa um total de mais de 2,3 milhões de pessoas.

Portugal já recebeu mais de 19,5 milhões de vacinas, tendo sido distribuídas pelos centros de vacinação do território continental e pelas duas regiões autónomas cerca de 15,8 milhões de doses.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.962 pessoas e foram contabilizados 1.067.775 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

Estas contas são apresentadas no mesmo dia em que foi anunciado o fim da missão da equipa coordenadora do processo de vacinação.

Na sessão em que foi feito o anúncio, Gouveia e Melo agradeceu, em jeito de balanço de oito meses de trabalho à frente deste processo, à população e a todas entidades e profissionais envolvidos no plano de vacinação.

"O balanço é agradecer à população portuguesa por ter contribuído para o processo de vacinação, agradecer aos profissionais de saúde, entre eles, os enfermeiros, mas todos os outros, os auxiliares, e a todo o Ministério da Saúde, com todos os seus organismos", disse o vice-almirante aos jornalistas, na sede da 'task force', em Oeiras, distrito de Lisboa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.