O total de óbitos desde o início da pandemia cresceu para 259.641 e o de casos para 12.563.201.

Embora Nova Iorque já não seja o estado com o maior número de infeções, continua a ser o mais atingido em mortes (34.362).

O Instituto de Métricas e Avaliações de Saúde da Universidade de Washington estimou que até ao final do ano os Estados Unidos vão atingir as 320 mil mortes até ao final do ano e 440 mil até 01 de março.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos e também com mais casos de infeção confirmados.

México

O México registou 813 mortos e 10.794 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, informaram as autoridades.

Este é o maior aumento diário de casos desde 5 de outubro, quando as autoridades sanitárias contaram 28.115 novas infecções.

O número total de óbitos subiu para 102.739 e o de contágios para 1.060.152 desde o início da pandemia.

A covid-19 está a caminho de se tornar a segunda causa de morte no México à medida que se aproxima da diabetes, que no ano passado deixou mais de 104.000 mortos, segundo o Instituto Nacional de Estatística e Geografia (Inegi).

Com estes números, o México continua a ser o 11.º país com mais contágios e o quarto com mais mortes, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins dos Estados Unidos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.