As autoridades alfandegárias suíças encerraram totalmente nove passagens de fronteira com a Itália, canalizando o tráfego através de sete outros pontos.

A Áustria implementou hoje o encerramento quase total das suas fronteiras com Itália, introduzindo rigorosos controlos nos pontos de passagem utilizados pelos motoristas, que passam a ter de apresentar um atestado médico.

“O princípio é travar o trânsito de Itália para a Áustria. As únicas exceções são as pessoas que apresentem um atestado médico”, explicam as autoridades austríacas, em comunicado.

A circulação dos trabalhadores fronteiriços e dos transportadores rodoviários permanece autorizada, mas são realizados exames de saúde.

As autoridades aduaneiras suíças estão a aconselhar os turistas de Itália a absterem-se de viajar para a Suíça, por via ferroviária ou rodoviária, “na medida do possível”.

As autoridades austríacas reconhecem mesmo que a procura das passagens de fronteira com a Itália é muito reduzida, neste momento, sobretudo no que diz respeito a transporte de mercadorias.

A Itália é o país mais atingido pelo surto do novo coronavírus, com mais de dez mil casos de infeção e 631 mortes, levando o Governo a decretar a quarentena a todo o território.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.300 mortos em 28 países e territórios.

O número de infetados ultrapassou as 120 mil pessoas, com casos registados em 120 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 59 casos confirmados.

Face ao avanço da epidemia, vários países têm adotado medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena inicialmente decretado pela China na zona do surto.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.