Em comunicado enviado à agência Lusa, a Carris, que presta serviço de transporte público rodoviário de passageiros em Lisboa, indica que "as alterações agora implementadas procuram garantir que a operação tem condições para se manter durante este período de estado de emergência".

"A Carris implementou, juntamente com a sua equipa de operação, motoristas e guarda-freios, procedimentos de monitorização da lotação dos autocarros e elétricos e vai fazer reforços pontuais sempre que se justificar", pode ler-se no comunicado.

Segundo a empresa, a partir de quarta-feira, nos dias úteis, as carreiras da Carris vão operar em horário de sábado, sendo de considerar as seguintes alterações face ao horário de sábado normal em algumas das seguintes carreiras: 705, 781, 799. Estas carreiras vão operar com intervalos de 29, 22 e 30 minutos, respetivamente. Aos sábados normalmente não operam.

As carreiras 713 e 756, vão funcionar também no período da tarde, aos sábados normalmente operam apenas de manhã. As carreiras 703, 712, 727, 754 e 764 vão funcionar no seu percurso integral. Aos sábados normalmente operam em percurso encurtado.

Por seu turno, a carreira 28E mantém o horário de novembro a fevereiro, na 24E e ascensores fica suspenso o funcionamento, e a 15E fica suspenso o serviço feito com autocarros.

A Carris adianta que ao fim de semana o serviço vai ser feito consoante os horários de sábado e domingo, respetivamente, com exceção das carreiras de bairro, dos ascensores e do elevador de Santa Justa.

As carreiras de bairro estão suspensas desde 21 de março com exceção de cinco que se mantém a funcionar: 26B-Parque Nações Norte-Parque Nações Sul, 29B-Centro Comercial Olivais-Circulação Encarnação, 34B-Olaias-Circulação Bairro Madre Deus, 40B-Alto Chapeleiro-Lumiar e 41B-Galinheiras-Qta. Lavadeiras.

A Carris pede aos seus clientes que visitem com frequência o ‘site’ www.carris.pt, para estarem informados de quaisquer atualizações aos horários e funcionamento das carreiras.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 400 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 18.000.

De acordo com o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, em Portugal, há 33 mortes e 2.362 infeções confirmadas.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.