O grupo, na maioria turistas espanhóis e alguns cidadãos marroquinos, deslocou-se hoje à Delegação do Governo de Espanha naquela cidade autónoma espanhola para pedir uma autorização de viagem, segundo a agência EFE.

As autoridades de Ceuta encerraram o tráfego de passageiros às 00:00 de hoje para tentar controlar a propagação do novo coronavírus.

Segundo fonte da Delegação do Governo de Espanha citada pela agência, o encerramento de fronteiras decretado por Marrocos, de que Ceuta é um enclave, exclui o trânsito de mercadorias, que prossegue normalmente.

A mesma fonte precisou que doravante só serão autorizadas viagens, de ida e volta, para doentes que necessitem de tratamento em Espanha.

Em Marrocos, segundo dados oficiais de segunda-feira, o Covid-19 infetou 29 pessoas, uma das quais morreu.

Quase todos os casos são turistas estrangeiros provenientes principalmente da Europa.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais 6.850 morreram.

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 140 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se no centro da pandemia, com quase 60 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos.

Face ao avanço da pandemia, vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.