De acordo com a empresa, a tecnologia do Teste Detect identifica o vírus SARS-CoV-2 com cargas virais inferiores às dos testes antigénio, permitindo uma deteção mais precoce para mitigar a transmissão assintomática. Ao contrário dos testes laboratoriais tradicionais, este pode ser feito em casa em apenas uma hora.

A empresa refere que o teste demonstrou uma precisão de 97,3% - melhor do que os testes rápidos de antigénio que procuram a resposta imunológica à infeção. Em suma, explica a Axxios, este novo teste é um sinal da inovação que a pandemia desencadeou na indústria dos diagnósticos domésticos, em que se leva "o poder do laboratório para dentro de casa".

Para o realizar, é necessário recolher uma amostra de cada narina, que depois é misturada com reagentes químicos que estão na tampa do tubo de plástico. Após ser colocado no hub do Detect, o teste procura e amplifica o código genético de qualquer vírus SARS-CoV-2 na amostra, semelhante à forma como funciona um teste PCR. Após uma hora, o tubo com líquido é colocado num leitor com uma tira e os resultados positivos ou negativos são expressos com uma única linha, como um teste de gravidez em casa.

O teste utiliza ainda uma aplicação para ajudar os utilizadores a realizar o mesmo e a interpretar os resultados. Segundo a empresa, também estão a trabalhar num sistema de passes eletrónicos com um serviço de telesaúde para que os testes possam ser utilizados para viagens e eventos.

"O Teste Covid-19 da Detect traz a precisão laboratorial para dentro de casa, ajudando a mitigar a transmissão de Covid-19 e a tornar as atividades diárias seguras", afirma Jonathan Rothberg, fundador da Detect, Inc. "Como complemento das vacinas, os testes rápidos altamente precisos serão críticos à medida que a pandemia se torna endémica. Desenvolvemos o teste da covid-19 para ajudar as pessoas a voltar a fazer as coisas que gostam com as pessoas que amam, da forma mais segura possível", conclui.

O teste é concebido para detetar todas as Variantes de Preocupação e Variantes de Interesse atualmente em circulação, incluindo a Delta. O Detect utiliza software de última geração para monitorizar as variantes circulantes do SARS-CoV-2, a fim de assegurar uma elevada precisão à medida que surgem novas variantes.

O Teste Covid-19 da Detect recebeu autorização de utilização de emergência da FDA no final do mês passado, e a empresa recebeu recentemente um contrato de 8,1 milhões de dólares da Rapid Acceleration of Diagnostics Initiative (RADxSM) do National Institutes of Health (NIH) para aumentar a produção.

O hub do aparelho é reutilizável e os reagentes podem ser reprogramados para procurar outros vírus, a visão da empresa "é que poderá fazer um teste de gripe ou um teste covid ou o que precisar, em casa".

O teste da Detect vai estar disponível para compra em detect.com, mas ainda é muito mais caro do que testes rápidos de antigénio (segundo a Axxios vai ter um preço de venda ao público na ordem dos 49 dólares, e isto não incluiu a hub reutilizável de 39 dólares) que, apesar de serem menos precisos, são geralmente fiáveis quando se trata de identificar pessoas que estão com contágio ativo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.

Um artigo do parceiro

The Next Big Idea é um site de inovação e empreendedorismo, com a mais completa base de dados de startups e incubadoras do país. Aqui encontra as histórias e os protagonistas que contam como estamos a mudar o presente e a inventar o que vai ser o futuro. Veja todas as histórias em www.thenextbigidea.pt