"Ainda há muito comportamento negligente face a esta grave ameaça", afirmou o chefe do executivo, Miguel Albuquerque, em videoconferência, no Funchal, na qual anunciou novas medidas de contenção da pandemia de covid-19, quando a região regista 197 infeções ativas e uma morte.

Além do encerramento das discotecas e da suspensão das competições regionais, os bares e similares serão "obrigatoriamente encerrados" até às 24:00, ao passo que restaurantes e similares vão "encerrar imperativamente" até às 23:00.

"Quer nos restaurantes, quer nos bares e similares, não será permitida a permanência de clientes no interior dos estabelecimentos após o seu encerramento", declarou Miguel Albuquerque, vincando que este aspeto será objeto de "rigorosa fiscalização".

O chefe do executivo, de coligação PSD/CDS-PP, disse que a Polícia de Segurança Pública, a Guarda Nacional Republicana e a ARAE - Autoridade Regional das Atividade Económicas vão reforçar a fiscalização e a concretização das medidas de proteção, como uso de máscara, desinfeção, distanciamento e proibição de mais de cinco pessoas juntas, exceto no caso de elementos da mesma família.

A medida que suspende as competições regionais em todas as modalidades por 30 dias aplica-se também às equipas e atletas que participam em competições nacionais não profissionais, pelo que o executivo vai comunicar a decisão ao Governo da República.

"A primeira carta que vamos enviar é para a Secretaria de Estado do Desporto, para o secretário de Estado nos acompanhar nesta preocupação, porque se estamos a tomar decisões em função da salvaguarda de um bem maior", disse, reforçando: "Em primeiro lugar, está a saúde e a vida dos nossos concidadãos e, a seguir, está a prática desportiva".

Entre as novas medidas, conta-se também o reforço da fiscalização à saída das escolas, para evitar os ajuntamentos com mais de cinco alunos e garantir o uso obrigatório de máscara.

O Governo Regional determinou, por outro lado, a medição de temperatura obrigatória nas viagens entre a Madeira e o Porto Santo, à partida e à chegada, e decidiu que os estudantes que regressem à região para passar o Natal serão testados à chegada e posteriormente entre o quinto e o sétimo dia.

"Esta é uma medida de proteção muito importante para a salvaguarda do próprio estudante, da família e da comunidade", realçou.

As festas de casamento, batizados e outras celebrações, bem como reuniões familiares, não poderão comportar mais de 50 pessoas, indica o executivo madeirense, que determina ainda a redução para um terço da capacidade nos espaços de culto e para dois terços nos transportes públicos, privados e escolares.

É também imposta uma redução a 50% nos cabeleireiros, no casino, nas atividades marítimo-turística e nos parques infantis.

"Neste momento, não há nenhum confinamento", garantiu Miguel Albuquerque, salientando que as novas medidas são profiláticas e visam manter a situação "sob controlo".

E reforçou: "Não há nenhuma medida que ponha em causa o funcionamento da economia."

Na videoconferência, foram exibidas imagens, captadas no fim de semana, que mostravam grandes ajuntamentos de jovens sem máscara em áreas de bares e discotecas, um comportamento que o governante classificou de "negligente", porque põe em causa a saúde de todos.

Miguel Alquerque concluiu recomendando aos residentes no arquipélago que evitem deslocações ao exterior, pois as viagens são um dos maiores riscos de contágio.

"Apelámos à consciência cívica de todos os madeirenses e porto-santenses para limitarem ao estritamente necessário as suas deslocações para fora da região nos próximos 30 dias", declarou.

De acordo com o Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE), a região autónoma contabiliza 197 infeções ativas, das quais 167 foram identificadas no contexto das atividades de vigilância implementadas no Aeroporto da Madeira e 30 são transmissão local.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.