Segundo Rosalina Pereira, diretora do Agrupamento de Escolas Francisco de Holanda, a escola vai recorrer ao ensino à distância para assegurar a continuidade das atividades letivas.

Os casos positivos foram identificados na sexta-feira, tendo no domingo as autoridades de saúde determinado que os cerca de 55 alunos das turmas e os professores fossem colocados em quarentena.

Hoje, os alunos e os professores em questão já não foram à escola.

“As aulas vão, entretanto, funcionar no regime de ensino à distância, que já foi testado no último ano letivo”, referiu Rosalina Pereira.

Anteriormente, já tinha sido registado um caso positivo na Secundária Francisco de Holanda, o que obrigou a colocar em isolamento um professor e 28 alunos de uma turma.

Neste caso, a quarentena termina na quarta-feira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.