Nova Iorque continua, de longe, a ser o estado mais afetado nos Estados Unidos, apesar de Andrew Cuomo ter realçado que se confirma uma desaceleração da pandemia na região nova-iorquina, salientando que, pela primeira vez numa semana, o número de óbitos diário baixou para níveis inferiores a 700.

“O pior passou”, disse Cuomo num briefing, mas frisando que  “o vírus é muito bom naquilo que faz. É um assassino. As pessoas continuam a morrer com um nível horrível de dor e tristeza”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.