As medidas anunciadas levam também ao cancelamento do último dia do Salão da Agricultura, no domingo, em Paris, indicou o ministro da Saúde, Olivier Véran.

Segundo o ministro, na sexta-feira à noite foram diagnosticados 16 novos casos de Covid-19 em França, elevando o total para 73 casos desde finais de janeiro.

Estão hospitalizados 59 doentes, 12 estão curados e há duas mortes a registar (um francês de 60 anos, cuja morte foi anunciada na quarta-feira e um turista chinês de 80 anos).

Em todo o território, "todas as concentrações com mais de 5.000 pessoas em espaço fechado serão canceladas", indicou Véran.

O mesmo se aplica a eventos "ao ar livre que impliquem contacto com populações oriundas de zonas onde o vírus possivelmente circula".

A meia-maratona de Paris, que deveria reunir 44 mil participantes no domingo, corresponde a esta definição, mas o mesmo não acontece com os jogos de futebol do campeonato francês deste fim-de-semana, sublinhou Véran.

"Estas medidas são provisórias e terão certamente uma evolução, são medidas restritivas e esperamos que durem pouco porque isso significaria que conseguimos conter a propagação do vírus", acrescentou Véran.

Foram adotadas medidas ainda mais restritivas em duas regiões consideradas focos de propagação do vírus em França, no Oise (norte) e em Balme-de-Sillingy (leste), onde as autoridades recomendaram aos habitantes para limitarem as deslocações e recorrerem, se for possível, ao teletrabalho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.