"Vamos testar toda a gente, incluindo dirigentes. Os testes começaram hoje, sendo a recolha feita localmente [nos lares] e a análise no hospital [Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho]", referiu Eduardo Vítor Rodrigues.

O autarca falava aos jornalistas à margem de uma reunião de Câmara, na qual revelou aos vereadores que participavam a partir de casa por videoconferência que em Gaia regista à data de hoje situações de infeção em quatro lares de idosos, num total de 17 infetados e duas mortes.

Estes dados foram partilhados depois dos vereadores do PSD, Cancela Moura e Duarte Besteiro, terem feito várias sugestões de medidas para fazer face ao período de pandemia que o concelho e o país estão a viver.

"O não pagamento da derrama em 2020 [anunciado pela Câmara] é importante, mas insuficiente", disse Duarte Besteiro, sugerindo medidas como a antecipação de pagamentos a fornecedores, de apoios a clubes e instituições e a criação de uma linha de emergência para micro e pequenas empresas.

Já Cancela Moura sugeriu que as medidas de apoio anunciadas para profissionais de saúde e forças da Proteção Civil fossem alargadas a funcionários de instituições particulares de segurança social, os quais, frisou o vereador social-democrata, "também estão na linha da frente do ataque à pandemia", e pediu que as isenções anunciadas em taxas e faturas se prolongassem até junho.

"Acompanhamos o esforço que o Município tem feito, mas aproveitamos para sugerir mais, nomeadamente mais testes em instituições e um levantamento sobre o material de proteção individual existente nas instituições", referiu Cancela Moura.

Em resposta o presidente da Câmara revelou que está a ser preparado um segundo pacote de medidas, essas "mais dedicadas à economia", bem como às crianças e jovens em idade escolar, garantiu que o hospital de Gaia "não está em rutura", mas que a par de medidas já anunciadas como a cedência do Parque Biológico ou de três pavilhões (Lavandeira, o das Pedras, no centro do concelho, e o de Vila D'Este) para albergar doentes, estão em marcha outras medidas.

"Estamos a articular com unidades hoteleiras no sentido de receberem utentes de lares e profissionais de saúde. E eu, particularmente, quero esgotar todas as medidas possíveis antes de partir para hospitais de campanha, e daí estarmos a estabelecer parcerias com hotéis, mas se for necessário teremos os pavilhões prontos", referiu Eduardo Vítor Rodrigues.

A este propósito o vereador da Proteção Civil, José Guilherme Aguiar revelou que o Seminário Redentorista Cristo Rei e o Lar Juvenil dos Carvalhos já revelaram disponibilidade para acolher "idosos não doentes".

José Guilherme Aguiar também descreveu, no período antes da ordem do dia da reunião, as entregas e encomendas de material de proteção individual que a Câmara de Gaia tem vindo a fazer, tendo sobre doações de empresas sugerido um voto de louvou que foi aprovado por unanimidade.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 70 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 311 mortes, mais 16 do que na véspera (+5,4%), e 11.730 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 452 em relação a domingo (+4%).

Dos infetados, 1.099 estão internados, 270 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 140 doentes que já recuperaram.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.