[Notícia atualizada às 16h47 de 16 de março]

1. ENSINO
2. SAÚDE
3. DESPORTO
4. CULTURA
5. AUTARQUIAS E REGIÕES
6. JUSTIÇA
7. OUTROS EVENTOS

1. ENSINO

- As escolas de todos os graus de ensino vão suspender todas as atividades letivas presenciais a partir de dia 16 de março devido ao surto Covid-19, anunciou o primeiro-ministro, António Costa, numa declaração ao país. Esta medida, temporária, até ao fim do período letivo, antes das férias da Páscoa, será reavaliada em 9 de abril.

- Também o Governo dos Açores anunciou que serão encerradas as escolas da região a partir de dia 16 e diversos equipamentos públicos e privados serão também interditados.

- O Governo Regional da Madeira decretou o encerramento de todos as escolas a partir de 16 de março e até ao fim das férias da Páscoa, dia 13 de abril.

- Quase 800 escolas estão a partir desta segunda-feira, 16/03, de portas abertas para garantir as refeições dos alunos mais carenciados e acolher os filhos de pessoal hospitalar e de emergência, segundo dados do Ministério da Educação.

- A Direção-Geral da Saúde anunciou na semana passada o encerramento de todas as escolas dos concelhos de Lousada e Felgueiras.

- A Câmara de Paços de Ferreira anunciou hoje que vai fechar as escolas do concelho a partir de segunda-feira, independentemente da decisão do Governo sobre a matéria, tendo em conta a proximidade em relação aos concelhos de Lousada e Felgueiras.

- A Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Politécnico do Porto fechou na segunda-feira por tempo indeterminado “todas as instalações onde decorrem aulas”, incluindo Amarante e Penafiel, além de Felgueiras e Lousada.

- A Universidade do Porto suspendeu a partir de hoje as aulas presenciais nas 14 faculdades da instituição, por tempo indeterminado, uma medida que afetará cerca de 32.000 alunos. O funcionamento das bibliotecas e das salas de estudo também está suspenso, assim como os eventos e atividades desportivas e cultuais na universidade. As aulas da Faculdade de Medicina estavam já suspensas, com os seus estudantes interditados de circular no edifício do Hospital de São João. Também foram suspensas as atividades de formação – aulas, estágios e visitas de estudo – com a participação de profissionais do Centro Hospitalar Universitário de São João. As instalações partilhadas do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto estavam já encerradas.

- A Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário suspendeu todas as aulas nos seus estabelecimentos de ensino e encerrou a maior parte dos espaços, de forma preventiva.

- Em Portimão, dois estabelecimentos de ensino estão fechados: a Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes, onde uma aluna foi diagnosticada com Covid-19, e a Escola Básica Professor José Buisel, onde leciona a mãe da aluna doente, também infetada.

- A Escola Secundária da Amadora e a Escola Básica 2,3 Roque Gameiro, no mesmo concelho, estão encerradas até 20 de março, depois de identificados casos de Covid-19.

- Cerca de 90 estudantes da Universidade do Minho estão em quarentena profilática voluntária nas residências da academia em Braga, por terem estado em contacto com um aluno infetado com o novo coronavírus.

- A Universidade dos Açores (com polos em São Miguel, Terceira e Faial) decidiu na segunda-feira adiar por "tempo indeterminado ou cancelar" os "congressos, 'workshops', seminários ou outros eventos públicos científicos ou culturais" em espaços da instituição. A academia proibiu a entrada nas residências universitárias a qualquer pessoa que se desloque para o arquipélago proveniente de outros países e regiões sem que tenha cumprido um período de quarentena.

- O Instituto Politécnico de Viana do Castelo suspendeu a edição 2020 do evento Cimeira IPVC e adiou a feira do emprego, que decorria em simultâneo, no dia 18, e que previa a participação de mais de 10 mil visitantes.

- O Instituto Politécnico de Santarém suspendeu as atividades letivas presenciais e proibiu as deslocações em serviço na instituição, onde apenas as cantinas vão manter-se abertas em regime de ‘take-away’, informou a direção.

- O Instituto de Estudos Superiores de Fafe fechou na segunda-feira as instalações e suspendeu atividades presenciais pelo menos por duas semanas, por razões preventivas, numa medida que abrange 900 alunos.

- A Universidade Nova de Lisboa suspendeu o ensino prático clínico de Medicina que leve alunos aos hospitais, bem como quaisquer eventos públicos não científicos no perímetro da universidade. A academia vai iniciar a substituição das aulas (teóricas e práticas), sempre que possível, por conteúdos ‘e-learning’ e minimizar as viagens ao estrangeiro.

- A Universidade Lusíada-Norte anunciou na segunda-feira a suspensão até sexta-feira das aulas e do atendimento ao público no campus de Famalicão, e que no campus do Porto iria cancelar todas as atividades de extensão universitária.

- A Escola Superior de Saúde de Leiria suspendeu na terça-feira, os estágios clínicos de todos os cursos. Algumas instituições particulares de solidariedade social e câmaras municipais que recebem estes estagiários dos vários cursos de saúde também suspenderam a vertente de educação clínica.

- O Instituto Politécnico de Beja decidiu suspender todas as atividades além das letivas obrigatórias, bem como os eventos da sua iniciativa ou responsabilidade em locais fechados ou abertos ao público.

- A Universidade de Coimbra suspendeu na segunda-feira todas as atividades letivas presenciais, todos os eventos científicos, culturais e desportivos e as deslocações profissionais ou académicas no país e no estrangeiro. As cantinas vão “transitar para um serviço exclusivo de ‘take-away’”.

- A Universidade de Lisboa suspendeu na segunda-feira todas as atividades letivas presenciais e as atividades de grupo desenvolvidas nos seus museus e jardins botânicos (que se mantêm abertos ao público para visitantes individuais). As deslocações em serviço ou para estudo estão canceladas e as atividades físicas e desportivas realizadas no Estádio Universitário ou nas escolas da academia estão suspensas ou mantidas com restrições.

- O Egas Moniz - Cooperativa de Ensino Superior, em Almada, que integra o Instituto Universitário Egas Moniz e a Escola Superior de Saúde Egas Moniz, “como instituição de ensino na área da saúde, decidiu preventiva e temporariamente suspender apenas as atividades letivas”.

- O Instituto Superior Técnico, em Lisboa, suspendeu todas as aulas e outras atividades presenciais na quarta-feira e até 27 de março.

- O Instituto Superior de Ciência Educativas Douro, sediado em Penafiel, decidiu suspender as aulas até 23 de março.

- A Universidade do Minho decretou a suspensão das atividades letivas presenciais em todos os polos, tanto em Braga como em Guimarães, depois de um aluno ter sido infetado. Os estudantes das residências Carlos Lloyd Braga e Santa Tecla “devem manter-se em quarentena profilática”, sendo-lhes asseguradas as condições necessárias à sua permanência nas residências, como alimentação, cuidados de saúde e higiene.

- O Liceu Francês em Lisboa suspendeu na terça-feira as aulas até 24 de março, depois de ter sido identificado um caso positivo de infeção de um aluno.

- No município do Porto, todas as atividades complementares à ação educativa, como por exemplo visitas de estudo e passeios promovidas câmara em escolas públicas, estão canceladas.

- A Coimbra Business School decidiu na terça-feira suspender as atividades letivas por tempo indeterminado.

- O Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida, em Lisboa, anunciou na terça-feira a suspensão das atividades letivas presenciais.

- O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave suspendeu até 20 de março toda a atividade letiva presencial no campus em Barcelos e nos polos de Braga, Famalicão e Guimarães.

- O Colégio S. João, em Lisboa, suspendeu as atividades letivas e não letivas entre quarta e sexta-feira.

- A Associação Académica de Coimbra suspendeu convívios de estudantes e atividades desportivas e culturais e encerrou o Campo Santa Cruz.

- As aulas presenciais na Universidade de Évora vão ser suspensas a partir de segunda-feira (dia 16) e substituídas por ensino à distância sempre que possível. As instalações não foram encerradas, mas os estágios e todas as deslocações estão suspensas, além de todos os eventos marcados para os espaços da academia.

- A Escola Secundária de Santa Maria da Feira, frequentada por 1.800 alunos, foi encerrada na quarta-feira, devido à suspeita de um aluno infetado, e assim se manterá até sexta-feira.

- A Universidade Católica Portuguesa suspendeu na quarta-feira, até ao dia 30, as aulas presenciais na sede, em Lisboa, e encerrou a biblioteca. Nos centros regionais do Porto e de Braga deixou de haver aulas também na quarta-feira, por duas semanas. A vertente letiva passou para um modelo ‘online’.

– A Nova School of Business and Economics, da Universidade Nova de Lisboa, anunciou na quarta-feira a suspensão das aulas presenciais, que vão ser substituídas por modelos ‘online’ a partir de segunda-feira (dia 16), por tempo indeterminado. A Nova SBE decidiu fechar o campus depois de um aluno ter tido um teste positivo para infeção por coronavírus, sexta-feira (13).

– As aulas presenciais no ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa estão suspensas a partir de hoje e "devem ser substituídas por modalidade de ensino à distância" com início na segunda-feira (dia 16). Está encerrado o acesso aos espaços da biblioteca", mas ainda vai ser possível requisitar livros, "em moldes a comunicar pelos serviços da biblioteca". O acesso a laboratórios vai ter regras específicas e a sala de estudo fica condicionada a um número reduzido de alunos.

– O Grupo Lusófona decidiu na quarta-feira suspender, preventivamente e até 24 de março, a atividade na maioria das suas instituições de ensino superior: Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Lisboa, IPLUSO – Instituto Politécnico da Lusofonia, em Lisboa, Universidade Lusófona do Porto, Instituto Politécnico de Gestão e Tecnologia de Gaia e Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes, em Portimão. A reitoria da Universidade Lusófona, em Lisboa, tinha decidido já na terça-feira encerrar o estabelecimento de ensino.

– O Instituto Politécnico de Viseu suspendeu toda a atividade letiva presencial a partir de hoje e pelo menos até 28 de março, prevendo-se o recurso a medidas como aulas por videoconferência. Foram também suspensas as iniciativas desportivas, culturais e de lazer nas instalações.

– A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real, anunciou a suspensão da atividade letiva presencial entre hoje e 27 de março, e recomendou aos estudantes instalados nas residências o regresso temporário ao seu domicílio. Fica suspenso o funcionamento da biblioteca e das salas de estudo, mas uma cantina e dois bares permanecem abertos. Estavam já suspensos os eventos e atividades desportivas da responsabilidade da academia.

– As aulas teóricas, teórico-práticas e tutoriais no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, que integra o Instituto Politécnico de Coimbra, estão a decorrer, no mesmo horário, via web. As atividades letivas presenciais foram suspensas e por duas semanas. O Instituto Superior de Contabilidade e Administração, também, do Instituto Politécnico de Coimbra, decidiu na terça-feira suspender “todas as atividades letivas presenciais” por um período não inferior a duas semanas.

- A Escola Superior de Enfermagem de Coimbra decidiu cancelar “todas as atividades académicas presenciais”, anunciou aquele estabelecimento de ensino, numa nota enviada à agência Lusa, além de adiar eventos. Também foi interrompido o bloco de ensino clínico no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

- O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) decidiu suspender as atividades letivas presenciais de forma imediata e por tempo indeterminado.

- O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) anunciou hoje que as atividades letivas se encontram suspensas até 25 de março “considerando a dinâmica de evolução da propagação” da Covid-19.

- A Universidade da Beira Interior, sediada na Covilhã, vai suspender as aulas a partir de segunda-feira (dia 16) e por tempo indeterminado. Foram encerrados espaços desportivos, bares e a maioria das cantinas, com exceção da Cantina de Faculdade de Ciências Sociais e Humanas e da Cantina de Santo António. No início da semana, a UBI já tinha ativado o Plano de Contingência e suspendido todas as atividades desportivas, culturais e de lazer.

- O Colégio de Nossa Senhora da Apresentação, em Calvão, Vagos, suspendeu as aulas depois de ter tido conhecimento de que uma aluna esteve em "contacto próximo" com uma jovem de Santa Maria da Feira infetada. As atividades letivas estão paradas até ao resultado dos exames.

- O Instituto Superior de Administração e Gestão (European Business School), com sede no Porto, começou hoje a ministrar aulas à distância e adiou todos os eventos até junho. A determinação vigora até 31 de março inclusive, enquanto os eventos serão adiados até junho, sendo que o 'e-learning' começará a funcionar a partir de quinta-feira. As medidas abrangem cerca de 1.000 alunos.

- A Universidade de Aveiro suspendeu as atividades letivas de hoje a 27 de março, bem como as deslocações em serviço, os eventos e atividades desportivas.

– O Instituto Superior Politécnico de Gaia comunicou aos alunos a “suspensão das aulas presenciais a partir das 14:30 de hoje”, devendo ser retomadas, em formato digital, a partir de segunda-feira. Os alunos que estão em estágio em meio empresarial continuam as suas atividades.

– Várias escolas privadas do ensino básico e secundário do Porto decidiram hoje suspender as atividades letivas e equacionam ou já definiram planos de ensino à distância. São exemplos o Colégio Nossa Senhora de Lourdes, o CLIP – Colégio Luso-Internacional do Porto, o Colégio Nossa Senhora da Paz, o Colégio de Santa Maria.

- O Instituto Superior de Gestão (ISG), em Lisboa, vai substituir as atividades letivas presenciais pelo ensino à distância, entre 16 de março e 3 de abril.

- O Instituto Piaget de Viseu anunciou a suspensão de todas as atividades letivas presenciais, que serão substituídas por aulas à distância, a partir de segunda-feira (16).

-  A Universidade da Madeira informou hoje estarem suspensas todas as atividades letivas e não letivas presenciais a partir de segunda-feira (16).

- O Colégio Internacional do Porto (CLIP) está a promover uma campanha de recolha de fundos até 20 mil euros para a aquisição de ventilador para equipar um hospital público no Porto.

1. ENSINO
2. SAÚDE
3. DESPORTO
4. CULTURA
5. AUTARQUIAS E REGIÕES
6. JUSTIÇA
7. OUTROS EVENTOS

2. SAÚDE

- As visitas a hospitais e lares da região Norte foram suspensas temporariamente, conforme anunciou no sábado a ministra da Saúde.

- O Programa Integrado de Apoio à Comunidade de Matosinhos foi encerrado em 6 de março, ficando os 19 profissionais de saúde que ali trabalham em isolamento domiciliário.

- O Governo suspendeu as Juntas Médicas de Avaliação de Incapacidade, permitindo que os médicos de saúde pública se dediquem ao surto de Covid-19.

- O Hospital do Espírito Santo de Évora limitou o número de visitas aos doentes internados e de acompanhantes nas urgências e consultas externas: além do acompanhante, os doentes internados “poderão receber uma visita, durante 30 minutos”, todos os dias entre as 15:00 e as 16:30 e entre as 19:00 e as 20:00. Na obstetrícia, é permitida a presença do acompanhante, mas não se realizam visitas.

- O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) decidiu suspender temporariamente a visita a doentes internados em todas as suas unidades, face ao surto de Covid-19. A deliberação do Conselho de Administração do CHUC prevê exceções, sendo que no Hospital Pediátrico de Coimbra o utente "manterá o acompanhante de referência, não podendo receber mais visitantes", e "as grávidas ou parturientes internadas poderão ter um visitante".

- O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, que integra os hospitais Santa Maria e Pulido Valente, limitou o número de visitas aos doentes e suspendeu a presença de alunos ou estagiários nas suas áreas assistenciais. Cada doente terá no máximo duas visitas por dia, em dois períodos, e só poderá permanecer uma visita de cada vez junto da pessoa internada. Foi também decidido cancelar todos os eventos científicos ou formativos para este mês e abril, suspender a presença de delegados de informação médica nas instalações e proibir a presença de alunos ou estagiários nas áreas assistenciais.

- O Instituto Português de Oncologia de Lisboa decidiu restringir, a partir de terça-feira, o horário de visita e o número de visitantes a doentes internados, por tempo indeterminado. As visitas passam a realizar-se exclusivamente entre as 15:00 e as 18:00 e só é permitida a entrada de uma pessoa por doente, sem direito a troca de cartão de acesso. Está também limitada a presença de acompanhantes no ambulatório.

- O Centro de Convívio de Terceira Idade do Entroncamento vai encerrar a partir de terça-feira e por tempo indeterminado, como medida preventiva.

- A Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) decidiu restringir temporariamente o número de visitas e de acompanhantes de doentes nos hospitais de Portalegre e Elvas. Nas consultas externas e bancos de urgência, “só é permitido um acompanhante” por utente, nomeadamente para crianças, doentes dependentes e grávidas. No serviço de internamento, além do acompanhante (único) previsto, só é permitida uma visita por utente no horário estabelecido.

- O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) voltou a restringir as visitas nas três unidades hospitalares (Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche) para reforçar a segurança de visitantes e profissionais face à pandemia de Covid-19. As visitas ficam restringidas a uma por doente, com diferentes horários para cada unidade e alguns serviços.

- O Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) suspendeu o acesso às instalações e atividades de atendimento ao público de não colaboradores fundamentais apelando que os utentes se dirijam ao local apenas em "casos imperiosos e inadiáveis".

- A Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC) decidiu suspender as visitas às suas residências, face ao plano de contingência que começou a ser aplicado no dia 11 devido ao surto de Covid-19. A direção da associação decidiu suspender também atividades "que impliquem a receção de pessoas da comunidade", visitas de estudo de e para a APCC, e novos estágios profissionais, com exceção dos que já estão a decorrer, refere o plano de contingência aprovado na quarta-feira e divulgado no ‘site’ desta instituição.

- O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa decidiu interditar a partir de dia 13 todas as visitas aos doentes internados, enquanto os doentes do ambulatório devem deslocar-se sem acompanhantes, devido à pandemia da Covid-19.

- O Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira (CHUCB) decidiu suspender todas as visitas a doentes internados daquela unidade que agrega os hospitais da Covilhã e Fundão, no distrito de Castelo Branco.

- O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) reforçou  medidas para contenção do Covid-19 com suspensão imediata de todas as visitas aos doentes no Internamento e Departamento de Urgência dos hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas.

- O conselho de administração do Centro Hospitalar do Baixo Vouga divulgou a entrada em vigor de um conjunto de restrições no Hospital de Aveiro, nomeadamente a interdição de visitas a doentes internados e cancelamento de consultas pediátricas.

- O Centro Hospitalar Tondela Viseu (CHTV) vai, a partir desta segunda-feira, 16/03, restringir as visitas aos doentes apenas à pessoa que foi designada como acompanhante, durante uma hora por dia.

1. ENSINO
2. SAÚDE
3. DESPORTO
4. CULTURA
5. AUTARQUIAS E REGIÕES
6. JUSTIÇA
7. OUTROS EVENTOS

3. DESPORTO

- Os jogos da I Liga e II Liga de futebol foram suspensos, por tempo indeterminado, devido à pandemia de Covid-19. A suspensão foi decidida pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional, depois de já ter sido determinada a proibição de público nos jogos das 25.ª jornadas dos dois principais escalões.

- Também os jogos das competições não profissionais de futebol vão ser disputados à porta fechada, anunciou esta terça-feira (10) a Federação Portuguesa de Futebol.

- O FC Porto anunciou um conjunto de medidas “com caráter extraordinário e temporário”, incluindo jogos à porta fechada e suspensão dos trabalhos nos escalões de formação, para evitar a propagação da pandemia.

- Já o Benfica comunicou que os jogos das modalidades seniores que decorram nas instalações do clube vão ser disputados à porta fechada e suspendeu “todas as atividades dos escalões de formação”, devido à pandemia de Covid-19.

- O Sporting decidiu, face às novas orientações da Direção-Geral da Saúde sobre o Covid-19, suspender os jogos e treinos das equipas de futebol profissional, de futebol de formação, de futsal, voleibol, hóquei em patins, andebol e basquetebol.

- O jogo dos quartos de final da Taça Internacional da 'Premier League' entre Swansea e Benfica, marcado para quarta-feira, 11 de março, foi adiado.

- A maratona de Braga, que tinha data marcada para 22 de março, foi adiada para 6 de setembro, enquanto o jogo dos quartos de final da Premier League International Cup, entre o Swansea e o Benfica, foi adiado, sem data marcada.

- Também a 30.ª edição da Meia maratona de Lisboa, prevista para 22 de março, foi adiada para 6 de setembro.

- A Federação de Andebol de Portugal (FAP) suspendeu as competições nacionais até 29 de março, “com acompanhamento permanente”, devido à pandemia de Covid-19, anunciou o organismo federativo.

- A Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB) decidiu "suspender todas as competições seniores", de modo de evitar a propagação da pandemia do Covid-19. A data de retorno ainda não foi anunciada.

- Também a Federação Portuguesa de Voleibol (FPV) anunciou a "suspensão imediata" das suas competições, como modo de evitar a propagação da pandemia do Covid-19. “A FPV decidiu suspender, com efeitos imediatos, todas as Competições da I, II e III divisões, manter a suspensão de todas as provas nacionais dos escalões de formação e aperfeiçoamento, desde os Infantis até aos Juniores, inclusive”, anunciou a instituição.

- A Federação Portuguesa da Râguebi (FPR) suspendeu hoje provisoriamente todas as competições de qualquer escalão etário disputadas sob a sua alçada, no seguimento da “progressiva preocupação da generalidade das pessoas” com a proliferação do Covid-19.

- O jogo de râguebi entre as seleções de Portugal e Espanha, que estava agendado para dia 15 de março, em Madrid, foi adiado para data a determinar, após nova avaliação da evolução da pandemia Covid-19 pelas entidades organizadoras.

- A Federação Portuguesa de Surf suspendeu “todas as provas e eventos do seu quadro competitivo por prazo indefinido”, devido à pandemia de Covid-19, e pediu a outras entidades organizadoras que façam o mesmo. O comunicado federativo justifica a decisão com o “imperativo dever de proteção da sua comunidade de associados, atletas, adeptos e sociedade em geral”, e pede que outros eventos que tenha homologado em Portugal sejam adiados.

- Os campeonatos internacionais de Portugal de badminton, que deveriam ser disputados entre 5 e 8 de março, nas Caldas da Rainha, foram cancelados três dias antes do início, tornando-se a primeira competição a ser afetada pelo Covid-19 em Portugal.

- A Taça da Europa de judo de juniores, que deveria realizar-se em Coimbra, e o Campeonato da Europa de atletismo em pista coberta para veteranos, previsto para decorrer em Braga, foi adiado para 2021.

- Federação Portuguesa de Ténis de Mesa decidiu suspende de forma temporária os cumprimentos antes do início dos jogos, medida que também foi adotada dois dias depois pela Federação Portuguesa de Futebol e pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

- A Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) anunciou “a suspensão de toda a atividade velocipédica em Portugal até ao dia 3 de abril”, o que inclui a Clássica da Arrábida, entre outras, devido ao surto de Covid-19.

- A Federação Portuguesa de Patinagem (FPP) anunciou a suspensão de todos os campeonatos nacionais seniores de hóquei em patins, devido à pandemia de Covid-19, um dia depois de ter limitado a lotação nos pavilhões a 1.000 pessoas.

- Foi cancelado o interdistrital de natação, que juntaria mais de 500 jovens no Centro Olímpico de Piscinas Municipais de Coimbra, e adiados três jogos dos campeonatos distritais da Associação de Futebol do Porto.

- A Federação Portuguesa de Canoagem (FPC) anunciou a “suspensão imediata” de todas as competições marcadas “até ao dia 29 de março”, devido à pandemia do Covid-19. A suspensão afeta vários eventos da modalidade, incluindo a jornada inaugural do campeonato nacional de kayak polo, agendada para Vila Franca de Xira.

- A Federação Portuguesa de Golfe (FPG) suspendeu, até 12 de abril, “todas as competições” nacionais e várias atividades agendadas para Centro Nacional de Formação de Golfe do Jamor, devido à pandemia de Covid-19.

- A Federação de Motociclismo de Portugal anunciou que cancelou várias provas e adiou para outubro o Mundial de motocrosse, inicialmente previsto para os dias 25 e 26 de abril, devido à pandemia de Covid-19.

- A Federação de Desportos de Inverno de Portugal anunciou a “suspensão de todas as atividades, durante tempo indeterminado”, como modo de evitar a propagação da pandemia do Covid-19. Esta medida afeta as seleções nacionais que participam no Mundial júnior de esqui alpino, em Narvik, Noruega, cancelado, bem como a de hóquei no gelo no torneio Nijmegen Gladiators.

- O Grupo Ingesport anunciou na noite de sexta-feira o encerramento imediato de todos os ginásios Go fit em Espanha e Portugal, devido ao avanço da pandemia da Covid-19, assegurando que os funcionários vão receber o ordenado na totalidade.

1. ENSINO
2. SAÚDE
3. DESPORTO
4. CULTURA
5. AUTARQUIAS E REGIÕES
6. JUSTIÇA
7. OUTROS EVENTOS

4. CULTURA

- A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) deu orientações aos museus, monumentos e palácios na sua dependência para que fossem suspensas todas as atividades públicas, quer aconteçam em locais fechados ou abertos, no contexto do surto do novo coronavírus.

- Todos os museus, monumentos e palácios nacionais, sob a tutela da Direção-Geral do Património Cultural, estão encerrados desde o dia 16 de março.

- A Câmara do Porto decidiu esta terça-feira (10) encerrar os teatros e museus e mandou cancelar todos os eventos públicos até 3 de abril. Em comunicado divulgado na página oficial da Internet, a Câmara do Porto indica que vai cancelar “todos os eventos promovidos pelo município, abertos ou contendo públicos externos ao universo municipal, o que inclui espetáculos em equipamentos municipais como o Teatro Municipal ou a Galeria Municipal”.

- A Câmara Municipal de Espinho cancelou o festival Mar-Marionetas, que arrancou no domingo e decorreria até 29 de março nessa cidade do distrito de Aveiro, após confirmada a infeção pelo novo coronavírus de um artista que atuaria no evento.

- Grupo Porto Editora anunciou esta terça-feira (10) que suspendeu todas as iniciativas públicas agendadas até ao final do mês.  Campeonato Nacional de LITERACIA 3Di, Porto de Encontro, visitas de escritores a escolas, sessões de poesia e de lançamento de livros entre os eventos suspensos.

-  O concerto de regresso de Tony Carreira aos palcos, marcado para sábado na Altice Arena, em Lisboa, foi adiado para 27 de novembro.

- Os Prémios dos Festivais Ibéricos e o fórum Talkfest, previstos para sexta-feira e sábado, foram adiados para os dias 15 a 17 de outubro, anunciou a Associação Portuguesa de Festivais de Música (Aportfest).

- A Universidade de Évora cancelou até ao dia 30, as visitas turísticas ao Colégio do Espírito Santo e ao Centro Interativo de Arqueologia.

- A Fundação Calouste Gulbenkian anunciou que vai cancelar ou adiar os próximos concertos a decorrer no seu Grande Auditório, em Lisboa.

- O Centro Cultural de Belém (CCB) e o Organismo de Produção Artística (OPART) anunciaram o adiamento de “A Valquíria”, que iria subir ao palco daquela sala lisboeta na quinta-feira e no domingo, para 22 e 25 de outubro. Quanto ao espetáculo no Coliseu do Porto, marcado para dia 21 de março, também foi adiado, mas para data ainda a definir.

- A Fundação de Serralves, no Porto, anunciou a suspensão da sua programação e o encerramento ao público, até 3 de abril. “A Fundação de Serralves comunica que, atendendo à situação de saúde pública vivida, suspende a sua programação e encerra ao público, até 3 de abril, a Biblioteca, a Casa, a Casa do Cinema Manoel de Oliveira, o Museu e o Parque de Serralves”, refere, em comunicado.

- A Associação Música, Educação e Cultura (AMEC) suspendeu todas as atuações da Orquestra Metropolitana de Lisboa e “todas as formações académicas” até 5 de abril, como medida de prevenção na contenção da epidemia.

- O grupo Porto Editora disse que iria suspender todas as atividades públicas agendadas até ao final de março, incluindo visitas de escritores a escolas e iniciativas como o “Porto de Encontro”.

- O Teatro Nacional São João, no Porto, anunciou, na segunda-feira, o cancelamento da peça “The Scarlet Letter”, decorrendo “da situação de saúde pública que se vive presentemente em Itália, de onde provinham alguns elementos da equipa artística, e que criou constrangimentos ao nível dos transportes aéreos em várias regiões do país”.

- O Teatro Municipal de Vila Real anunciou o cancelamento dos eventos com lotação superior a 150 lugares sentados que estavam agendados até ao final de março, um medida preventiva devido à pandemia de Covid-19.

- O festival de cinema de animação Monstra e a Festa do Cinema Italiano, previstos para as próximas semanas, foram adiados.

- A 4.ª edição do MIL, que se realizaria entre 25 e 27 de março em nove espaços da zona do Cais do Sodré, foi cancelada devido ao surto de coronavírus, de acordo com a organização.

- A Autoridade Marítima Nacional (AMN) anunciou que os faróis e o Núcleo Museológico da Direção de Faróis se encontram encerrados a visitas por tempo indeterminado.

- A Feira do Livro de Leiria foi adiada para data a agendar, disse à agência Lusa fonte do Município, ao explicar que se trata de um evento que atrai multidões. Segundo fonte autárquica, a Feira do Livro, que estava agendada para os dias 25, 27, 27, 28 e 29, atrai habitualmente "cerca de 1.000 pessoas por dia", nomeadamente "o público escolar".

- A Culturgest anunciou “o cancelamento dos seus eventos públicos de 12 de março até 3 de abril de 2020, na sequência das recomendações e orientações da Direção-Geral da Saúde para contenção da disseminação do novo coronavírus (COVID-19), e de acordo com o seu plano de contingência”. Todos os espetáculos e atividades afetados por esta medida “serão, dentro do possível, reagendados para datas futuras”. A conferência de Daniel Christian Wahl, agendada para sexta-feira, “será transmitida em 'live streaming’” e as exposições patentes na Culturgest Lisboa, de Álvaro Lapa, e na Culturgest Porto, de Elisa Strinna, “continuam abertas ao público”. A Culturgest esclarece que “a solicitação de reembolso ou troca de bilhetes devem ser feitas nos locais de compra a partir do dia 12 de março”.

- O espaço Rua das Gaivotas 6, projeto do Teatro Praga, decidiu “encerrar as atividades ao público até ao dia 3 de abril”. “Estas medidas estão sujeitas a avaliação permanente e podem vir a ser alteradas”, lê-se num comunicado divulgado por aquele espaço.

- O Maus Hábitos – Espaço de Intervenção Cultural no Porto optou pelo “fecho dos concertos e festas (DJ set)”. “Não pretendemos alinhar em atitudes alarmistas, mas consideramos essencial que cada um dê o seu contributo para estancar o problema com que nos deparamos como coletividade. Neste sentido, e após diálogo com todos os nossos parceiros, decidimos juntar-nos às demais entidades e equipamentos culturais da cidade, cessando as suas atividades de concertos e festas na sala de concertos, até ao dia 26 de Março”, refere o espaço num comunicado. Apesar disso, o Maus Hábitos irá manter o restaurante “a funcionar normalmente”, e encerrará o espaço “às duas da manhã, impedindo, no entanto, a aglomeração de pessoas nos pátios e corredores”.

- Também no Porto, o Teatro Sá da Bandeira decidiu “suspender e reagendar os espetáculos da Sala Principal do e da Sala Estúdio Latino até dia 24 de Março”. Segundo aquele equipamento, o espetáculo "Lugar Estranho" passa de 13 de março para 22 de maio, "Janela de Aluguer" muda de 13 de março para data a definir, o espetáculo da academia de dança Sabor Latino muda de 14 de março para dia 11 de abril, "O Gato das Botas", de 15 de março para 19 de abril, "Os Piratas Também Se Apaixonam", de 15 de março para data a definir, "7Estacas.zip", de 21 de março passa para 01 de outubro, "Aliceee", de 22 de março para data a definir, “O Aladino”, de 22 de março para dia 24 de maio, e “Palavras de Pausa”, de dia 24 de março para data a definir. “Os bilhetes já adquiridos para cada um dos espetáculos serão válidos para as novas datas e quem desejar o reembolso tem até 30 dias após a data do mesmo para o solicitar no local onde os bilhetes foram adquiridos”, refere o teatro.

- Na mesma cidade, o Hard Club, “em coordenação com as medidas já anunciadas pela Câmara Municipal do Porto, decidiu adiar/cancelar todos os eventos das salas de espetáculos até ao dia 3 de abril de 2020”. “É de nossa responsabilidade social suspender todas as atividades culturais de eventos para que possamos, em sociedade, contribuir para a erradicação desta nova ameaça”, refere aquele espaço.

- Também na Invicta, o Pérola Negra avisa que “os eventos deste fim-de-semana serão cancelados por uma questão de prevenção, sendo a cidade do Porto um dos principais centos epidémicos do Covid-19”.

- Já o GarePorto decidiu “fechar portas”. “Os eventos marcados para este fim de semana foram adiados para data a indicar brevemente e o valor dos bilhetes já adquiridos será devolvido, durante o dia de hoje [11 de março], a todos os compradores”, lê-se num comunicado enviado às redações.

- O Gnration, em Braga, optou pelo “encerramento ao público e suspensão da programação até 5 de abril”. Oportunamente, indicaremos quais os espetáculos e atividades que serão reagendados”, refere aquele espaço em comunicado.

- O Hot Clube de Portugal e a Escola de Jazz Luiz Villas-Boas, em Lisboa, estão encerrados até ao final do mês, como medida de prevenção na contenção da epidemia de Covid-19, devendo ambos reabrir no início de abril.

- O Centro Cultural da Malaposta, em Loures, anunciou “a suspensão das suas atividades ao público a partir do dia 16 de março, e até ao dia 31 de março de 2020”. O espaço ressalva que “o espetáculo ‘Beatriz a Infeliz’ mantém a sua data de estreia esta quinta-feira, e as sessões já agendadas: de 12 a 15 de março, quinta a sábado, às 21:00, e domingo, às 16:00, na Sala Experimental”.

- O quinto Ciclo de Concertos de Coimbra (CCC), que estava agendado para 20, 21 e 22 de março, foi adiado no contexto das medidas para travar a pandemia de Covid-19, anunciou a organização.

- O Westway Lab Festival, em Guimarães, foi adiado para 14 a 17 de outubro devido às "contingências" que a pandemia da Covid-19 está a causar, anunciou em comunicado a organização. O festival, que aconteceu pela primeira vez em abril de 2014, iria realizar-se de 10 a 18 de abril, com o objetivo de manter uma "interação privilegiada entre artistas e público", e desdobrar-se em vários momentos, desde residências artísticas, 'talks', conferências 'PRO', 'showcases' e concertos.

A Associação CulturXis informou que, “perante os mais recentes desenvolvimentos e ações de contingência desencadeados por alguns dos parceiros do evento, decidiu, em sintonia com práticas similares, adiar o evento para data a anunciar”.

- O Teatro das Figuras, em Faro, anunciou a suspensão da sua programação até ao dia 3 de abril.

- O Teatro Viriato, de Viseu, decidiu hoje suspender a sua programação, até 13 de abril, atendendo aos riscos que o novo coronavírus pode representar para quem está nos bastidores, no palco e na plateia.

- O Festival Internacional de Teatro do Alentejo, previsto arrancar dia 12 com espetáculos de 19 companhias de 11 países em Lisboa e 13 concelhos alentejanos, foi cancelado devido à pandemia de Covid-19, anunciou a organização.

- Os espetáculos e as conferências agendadas para o Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, foram todos cancelados até 5 de abril.

- A Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, decidiu suspender também "todas as actividades a partir de hoje, dia 11 de março, e até ao próximo dia 3 de Abril, com vista a reduzir os riscos de exposição e contágio".

- O Salão Brazil, sala de concertos em Coimbra, anunciou hoje que decidiu suspender a programação até 04 de abril, devido ao surto de Covid- 19.

- A Casa da Música, no Porto, encerra as instalações a partir de segunda-feira (16), três dias depois de ter cancelado os concertos das próximas semanas, no âmbito do combate à pandemia da Covid-19, anunciou a fundação em comunicado.

- O Teatro da Cerca de São Bernardo e o Teatrão, dois equipamentos culturais de Coimbra, comunicaram hoje que vão suspender toda a atividade até 3 de abril, face ao surto de Covid-19.

- A Assembleia da República decidiu suspender todas as visitas guiadas e admissão de grupos de visitantes para evitar o risco de transmissão do novo coronavírus, adiando ainda todos os eventos como conferências ou apresentações de livros.

- O Festival Internacional de Dança Contemporânea de Lisboa - Cumplicidades, que começou no dia 3, cancelou a restante programação, que se estenderia até ao dia 21.

- O Teatro do Noroeste – Centro Dramático, de Viana do Castelo, anunciou que vai transmitir através das redes sociais a peça “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá” por forma a “minimizar” o impacto das medidas preventivas decididas pelo município.

- O Quórum Ballet adiou quatro datas de apresentação do espetáculo de dança "Romeu e Julieta" previstos este mês no âmbito dos planos de contingência da doença Covid-19. Estavam marcadas atuações nos dias 14 e 15 no Cineteatro D. João V, na Amadora, e nos dias 20 e 21 no Teatro das Figuras, em Faro.

- A banda norte-americana Machine Head adiou a digressão europeia, incluindo dois concertos que tinha previstos para abril em Portugal, por causa da propagação da doença Covid-19. Ficam assim adiados os concertos nos dias 23 e 24 de abril, no Coliseu do Porto e Coliseu de Lisboa, respetivamente.

- Os três primeiros concertos de um total de cinco do Ciclo de Requiem em Coimbra foram cancelados, face às recomendações em relação ao surto de Covid-19. "Lamentamos informar que os concertos I, II e III, respetivamente nos dias 19 e 22 de março e 3 de abril, foram cancelados", informou o Coro Sinfónico Inês de Castro, responsável pelo ciclo, num comunicado publicado na sua página na rede social Facebook.

- Os Concertos para Bebés que estavam agendados para Coimbra, Leiria, Marinha Grande e Sintra foram cancelados devido à pandemia de Covid-19, mas vão acontecer a partir dos Pousos e podem ser acompanhados pela internet, anunciou a companhia Musicalmente. A partir da sede naquela freguesia do concelho de Leiria, a Musicalmente apresentará com transmissão ‘online’ os espetáculos previstos para o Convento de São Francisco, em Coimbra, Teatro Miguel Franco, em Leiria, Teatro Stephens, na Marinha Grande, e Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra.

- A Câmara de Tavira cancelou o espetáculo “The Vegetable Orchestra”, no âmbito do “Central Artes – Programação Cultural em Rede”, que estava agendado para o dia 14 de março, às 21:30, no Mercado da Ribeira, em Tavira.

-  O Festival Tremor, que ia acontecer entre 31 de março e 5 de abril, em São Miguel, nos Açores, e já tinha a lotação esgotada, foi cancelado, respeitando as diretrizes de contenção do novo coronavírus.

- O Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu, que estava previsto para abril, foi adiado devido ao novo coronavírus.

- O município de Freixo de Espada à Cinta anunciou  o cancelamento da Feira Transfronteiriça Artes e Ofícios integrada nas festividades da Amendoeira em Flor.

- O teatros nacionais D. Maria II, em Lisboa, e São João, no Porto, suspenderam todas as atividades e espetáculos até dia 06 de abril, mas garantem que “honrarão” todos os compromissos com trabalhadores, companhias, artistas e técnicos.

- O Ministério da Cultura decretou o "encerramento imediato" do Mosteiro dos Jerónimos, do Museu Nacional de Arqueologia e da Torre de Belém, em Lisboa, para prevenir a propagação do novo coronavírus.

- O Organismo de Produção Artística (Opart) anunciou a suspensão de atividade do Teatro Nacional de São Carlos (TNSC) e da Companhia Nacional de Bailado, em Lisboa, até 6 de abril, e que "honrará os compromissos com os trabalhadores".

- A organização do Portugal Fashion decidiu cancelar a 46.ª edição da iniciativa, que começou na quinta-feira no Porto e deveria terminar no sábado, tendo em conta os últimos desenvolvimentos em Portugal.

- O Museu Nacional da Música está encerrado ao público até data a anunciar.

- O Centro Multimeios de Espinho, onde funciona o planetário dessa cidade do distrito de Aveiro, anunciou o encerramento das instalações por tempo indeterminado, em reação à disseminação da covid-19 no território.

- As ruínas romanas de Conímbriga, em Condeixa-a-Nova, no distrito de Coimbra, estão encerradas ao público, na sequência das medidas de contenção da pandemia Covid-19.

- As grutas de Mira de Aire, no concelho de Porto de Mós, Leiria, encerram no domingo (15), a partir das 17:00, no seguimento das recomendações das autoridades relacionadas com a pandemia Covid-19.

- O Ministério da Cultura anunciou o encerramento dos Mosteiros da Batalha e de Alcobaça, do Convento de Cristo, do Palácio Nacional da Ajuda e do Museu Nacional de Arte Contemporânea, que se juntam aos três monumentos anunciados no dia 13.

- O Museu Coleção Berardo e a Central Tejo, ambos em Lisboa, estão encerrados ao público e a reabertura do Museu de Arte Arquitetura e Tecnologia (MAAT), também na capital, já não irá ser este mês.

- O festival ID No Limits, marcado para 03 e 04 de abril no Centro de Congressos do Estoril, Cascais, foi adiado para novembro, no contexto de contenção da pandemia da Covid-19, anunciou a promotora Live Experiences.

- O Coliseu do Porto vai encerrar o edifício até 09 de abril, como forma de colaborar nos esforços de prevenção da infeção por Covid-19 que tinham já levado ao cancelamento ou adiamento dos espetáculos agendados para março e abril.

1. ENSINO
2. SAÚDE
3. DESPORTO
4. CULTURA
5. AUTARQUIAS E REGIÕES
6. JUSTIÇA
7. OUTROS EVENTOS

5. AUTARQUIAS E REGIÕES

- O Governo da Madeira suspendeu todas as autorizações para atracagem de navios de cruzeiro e iates nos portos e marinas do arquipélago, e vai passar a medir a temperatura dos passageiros nos aeroportos. "Estas medidas vão vigorar até ao dia 31 de março, data em que o governo fará uma nova avaliação", disse Miguel Albuquerque, em conferência de imprensa, no Funchal, na qual apresentou um conjunto de "medidas adicionais" de contenção da pandemia de Covid-19 na região.

- A Câmara do Porto suspendeu atividades com saída de transporte e atividades extracurriculares nas escolas, e adiou as atividades camarárias que não são urgentes, como visitas e deslocações.

- A Câmara Municipal de Lisboa vai encerrar vai manter encerrados vários equipamentos municipais (teatros, museus, piscinas, bibliotecas) e suspender uma série de atividades organizadas pelos Municípios.

- A Câmara de Viseu anunciou que vai cancelar ou adiar todas as atividades e eventos da sua iniciativa nos domínios cultural, social ou desportivo, até 13 de abril, incluindo a programação prevista para a semana da Páscoa.

- A Câmara de Coimbra encerrou todos os equipamentos municipais, cancelou os eventos públicos promovidos pelo município, suspendeu feiras e reforçou a desinfeção das viaturas dos serviços de transportes urbanos, até 3 de abril, devido ao Covid- 19.

- A Câmara de Castelo Branco anunciou o encerramento de uma dezena de equipamentos municipais, nos quais se incluem piscinas, bibliotecas, pavilhões e auditórios, como medida de prevenção da propagação do Covid- 19 até dia 29 de março.

- A Câmara Municipal da Guarda anunciou que cancelou feiras ao ar livre, atividades com idosos, espetáculos culturais, encerrou piscinas e limitou a utilização de equipamentos desportivos. Segundo o município, foi decidido o cancelamento das feiras e mercados ao ar livre no concelho da Guarda, o encerramento do complexo de Piscinas Municipais até ao final do mês e o cancelamento de todas as atividades do Programa Guarda+65 (dirigido a idosos e reformados). Foi ainda adiada a Feira Ibérica de Turismo (FIT) para o período de 2 a 5 outubro.

- O município de Faro anunciou esta a criação de salas de isolamento em cada um dos espaços geridos pela autarquia, no âmbito do plano de contingência para fazer face à propagação da infeção pelo novo coronavírus.

- A Câmara do Funchal decidiu encerrar as praias geridas pela empresa FrenteMar devido à pandemia do Covid-19, informou o município.

- A eurocidade Chaves-Verín decidiu suspender por tempo indeterminado o transporte público transfronteiriço ocasional devido ao cancelamento de feiras e eventos nos dois municípios provocado pela pandemia de Covid-19.

- A Câmara do Barreiro encerrou hoje as piscinas, os espaços culturais municipais e os serviços de atendimento ao migrante, além de ter suspendido diversos eventos que iam decorrer até abril no concelho, devido à pandemia de Covid-19.

- A Câmara de Santo Tirso anunciou o encerramento ao público a partir de 13 de março e por tempo indeterminado de todos os equipamentos municipais de âmbito desportivo e cultural, com o objetivo prevenir a propagação da Covid-19.

- A Câmara de Mação suspendeu os eventos em espaços municipais até 14 de abril, no âmbito das medidas preventivas para travar o surto de Covid-19.

- A Câmara da Póvoa de Varzim decidiu cancelar todos os eventos municipais realizados à porta fechada e encerrar o cine-teatro Garrret no âmbito das "medidas preventivas" de propagação da Covid-19, informou a autarquia em comunicado. Além de ter elaborado um plano de contingência, destinado aos serviços e trabalhadores da Câmara, do distrito do Porto, foram ainda tomadas medidas, que vão vigorar até 3 de abril, para evitar eventos que propiciem a concentração de pessoas.

- A Câmara Municipal de Azambuja, no distrito de Lisboa,  vai encerrar a partir de dia 14 vários equipamentos municipais e adiar eventos, no âmbito de medidas de contenção do Covid-19. As piscinas municipais, o pavilhão, a rede de bibliotecas, o estádio, o auditório e a Casa de Juventude são os equipamentos que estarão encerradas a partir do dia 14, segundo uma nota informativa publicada na página da internet da autarquia.

- A Câmara de Almeida, no distrito da Guarda, decidiu encerrar temporariamente vários equipamentos municipais e cancelar visitas turísticas guiadas a partir de dia 16 de março, devido ao Covid- 19, foi anunciado.

- A Câmara de Castro Verde fecha, a partir de dia 14 de março, os polos da biblioteca municipal e do Museu da Ruralidade e o acesso de novos utilizadores ao parque de campismo da vila.

- A Câmara do Montijo encerrou hoje ao público os pavilhões desportivos e as piscinas municipais do concelho, no distrito de Setúbal, suspendendo também o atendimento presencial no Centro Local de Apoio aos Migrantes.

- O Município da Batalha anunciou que vai condicionar as atividades culturais e desportivas, na sequência do Plano de Contingência para o Covid-19 e das orientações da Direção-Geral de Saúde. As medidas passam ainda por restringir a utilização e funcionamento de alguns dos equipamentos, adianta uma nota de imprensa.

- A Câmara Municipal de Mêda, no distrito da Guarda, cancelou eventos e encerrou o parque de campismo, postos de turismo e complexo desportivo municipal, devido ao Covid-19, foi anunciado.

- O município de Montemor-o-Velho, no Baixo Mondego, divulgou um conjunto de medidas para fazer face à pandemia de Covid-19, nas quais se incluem o encerramento de vários espaços municipais, incluindo o posto de turismo do Castelo.

- A Câmara de Alenquer, no distrito de Lisboa, vai encerrar várias instalações municipais até ao dia 30 para reduzir o risco de contágio do novo coronavírus, já depois de ter suspendido os eventos programados.

- A Câmara do Cartaxo decidiu encerrar ao público os equipamentos desportivos municipais, bem como o Centro Cultural, o Museu Rural e do Vinho e a Biblioteca Municipal Marcelino Mesquita.

- A Câmara de Felgueiras decidiu encerrar os serviços municipais de acesso ao público, exceto os Paços do Concelho, suspendeu as feiras semanais de Felgueiras e da Lixa e cancelou todos os eventos por um mês.

– A União de Freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória, que abrange a zona história e de diversão noturna do Porto, encerrou todos os seus serviços até à próxima quinta-feira como “medida pró-ativa de prevenção”.

- A Câmara de Portimão anunciou esta segunda-feira (9) o encerramento preventivo dos equipamentos culturais e desportivos sob a sua gestão até 31 de março, por indicação da delegada de saúde pública. A medida abrange o teatro, museu e biblioteca municipais, o Portimão Arena, os pavilhões desportivos, as piscinas municipais de Portimão, Alvor e Mexilhoeira Grande e os campos de ténis do concelho.

-O município da Lousã, no distrito de Coimbra, decidiu encerrar a piscina municipal, a biblioteca Comendador Montenegro, pavilhões desportivos, museus e as visitas ao castelo por causa da pandemia de Covid-19. Esta segunda-feira, câmara  encerrou também os Paços do Concelho, privilegiando o recurso ao teletrabalho e com o atendimento dos munícipes a ser feito exclusivamente através do telefone e meios digitais.

- A Câmara do Seixal, no distrito de Setúbal, decidiu encerrar as piscinas municipais e os vários espaços culturais até 3 de abril, como uma medida de prevenção e “controlo de infeção” da Covid-19. Em comunicado, a autarquia informa que este plano de contingência foi aprovado hoje numa reunião extraordinária com a Proteção Civil municipal e visa “salvaguardar a saúde dos trabalhadores e da população do concelho”, onde residem cerca de 160 mil pessoas.

- A Câmara de Viana do Castelo decidiu suspender ou adiar todos os eventos previstos para este mês nos equipamentos municipais, com organização camarária ou por outras entidades. O presidente do município disse também que não autorizará a utilização do espaço público municipal para a realização de manifestações religiosas tradicionais no período pascal.

- A Câmara de Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo, anunciou o encerramento de vários espaços municipais até ao fim do mês, sendo que os funcionários continuarão a exercer as suas funções no respetivo local de trabalho.

- A Câmara de Caminha decidiu condicionar, até 12 de abril, o acesso e utilização de diversos equipamentos municipais e cancelar ou adiar iniciativas, devido à pandemia de Covid-19, informou hoje a autarquia.

- A Câmara de Vila Nova de Gaia determinou o cancelamento ou suspensão de eventos municipais de massas “até nova comunicação”.

- A Câmara de São Brás de Alportel, no distrito de Faro, anunciou a suspensão de todas as deslocações em autocarros municipais para fora do concelho.

- A Câmara do Bombarral anunciou hoje que vai encerrar diversos equipamentos municipais e adiar ou cancelar todas as atividades a partir de sexta-feira e até 3 de abril.

- A Câmara de Valpaços, no distrito de Vila Real, anunciou o encerramento temporário das piscinas municipais, o cancelamento da projeção de filmes e a realização de eventos desportivos à porta fechada como medidas de precaução. O município decidiu ainda cancelar qualquer atividade social, cultural ou recreativa que implique a concentração de pessoas.

- A Câmara de Boticas, no distrito de Vila Real, anunciou o encerramento por “tempo indeterminado”, das piscinas municipais e dos pavilhões multiúsos e gimnodesportivo, bem como a suspensão do projeto “Dar vida aos anos envelhecendo”, como medida preventiva.

- A Câmara de Ílhavo suspendeu até ao dia 22 todos os eventos culturais promovidos nos espaços geridos pelo projeto cultural municipal, bem como as iniciativas para crianças e jovens, escolas e comunidade sénior, informou esta terça-feira (10) a autarquia.

- O município de Arouca suspendeu os mercados que se realizam a cada duas ou três semanas nesse concelho do distrito de Aveiro, para evitar contágios pelo novo coronavírus na população geral e na "mais vulnerável" faixa etária sénior.

- Também a Câmara de Espinho decidiu interromper até ao dia 3 de abril a feira semanal, um mercado que ocupa vários quarteirões e atrai todas as segundas-feiras milhares de visitantes, para evitar contágios em multidões de compradores.

- A Câmara de Vila do Bispo, no distrito de Faro, suspendeu todos os eventos desportivos, culturais e recreativos que estavam programados para o mês de março.

- A Câmara Municipal de Oeiras, no distrito de Lisboa, cancelou ou adiou as iniciativas culturais e as atividades previstas até ao mês de abril por causa do surto de Covid-19, anunciou a autarquia em comunicado.

- A Câmara de Vila Nova de Poiares encerrou o Centro Cultural ao público em geral, designadamente a Biblioteca Municipal e o Espaço Internet, para prevenir a propagação da pandemia.

- A Câmara da Lourinhã, no distrito de Lisboa, encerrou diversas instalações municipais e suspendeu todas as atividades até 30 de abril, para reduzir o risco de propagação do novo coronavirus.

- O município de Miranda do Douro anunciou o cancelamento de todas as atividades municipais previstas para março e o encerramento das piscinas e estádio municipal, no âmbito do plano de prevenção do Covid-19.

- A Câmara de Monção anunciou o adiamento das comemorações da fundação do município em 1261, previstas para quinta-feira, e o encerramento da piscina frequentada por "bastantes" utentes de municípios da Galiza.

- A Câmara de Celorico de Basto decidiu suspender a realização de feiras no concelho e as atividades desportivas da autarquia.

- A Câmara de Gondomar fechou os equipamentos municipais devido ao surto de Covid-19, enquanto a realização de atividades para as férias escolares da Páscoa será “reavaliada”.

- A Câmara de Vila Nova de Gaia fecha a partir do dia 12 e “por tempo indeterminado”, devido ao surto de Covid-19, equipamentos municipais como piscinas e auditórios municipais.

- A Câmara de Águeda anunciou o cancelamento de vários eventos em espaços municipais até ao dia 3 de abril “tendo em conta os casos de coronavírus na região e o risco potencial de crescimento”.

- O presidente da Câmara de Vizela anunciou que foi suspenso o referendo ao feriado municipal que estava previsto para o dia 29 de março, devido à situação provocada pelo novo coronavírus. Vítor Hugo Salgado explicou que a decisão já foi comunicada à Comissão Nacional de Eleições (CNE).

- O município de Miranda do Douro, no distrito de Bragança, anunciou o cancelamento de um conjunto de iniciativas que abrangem vários ramos de atividade previstos para início de abril, face "à evolução do surto da Covid-19". "O município de Miranda do Douro, decidiu cancelar a Festa da Bola Doce e dos Produtos da Terra, prevista realizar entre os dias 09 e 11 de abril, na sequência das medidas de prevenção e combate, à propagação do vírus, decretadas pelo Governo e pela Direção Geral de Saúde", divulgou a autarquia em comunicado.

- A Câmara de Elvas, no distrito de Portalegre, decidiu encerrar vários equipamentos municipais e cancelar ou suspender eventos previstos para o concelho, até 30 de abril, devido à pandemia de Covid-19, foi divulgado.

- Os equipamentos públicos do município de Vila Nova de Famalicão vão ser encerrados "até decisão em contrário" seguindo as orientações da Comissão Municipal de Proteção Civil e da Direção Geral da Saúde devido ao Covid-19, anunciou a autarquia.

- A Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis anunciou esta tarde o encerramento de todos os seus equipamentos desportivos, cancelando também os eventos promovidos pela autarquia e restringindo a acesso a serviços camarários apenas a casos inadiáveis.

- A Câmara Municipal de Vila do Conde decidiu encerrar vários os equipamentos desportivos e culturais do concelho, e suspender atividades para os idosos, por tempo indeterminado, com medida de prevenção de propagação da Covid-19.

- A Câmara da Trofa anunciou a suspensão preventiva de todas as atividades e eventos organizados pela autarquia abertos à participação do público, a partir de sexta-feira e até 30 de março, como medida preventiva à propagação da Covid-19.

- A Câmara de Castro Marim vai encerrar a partir de dia 12 de março a piscina municipal e suspender os mercados e todos os eventos, como medida de prevenção para travar o risco de contaminação por Covid-19.  Segundo a autarquia, vai ser criado um serviço social e de saúde preventivo, de emergência e proximidade às populações idosas e mais isoladas, especialmente das freguesias de Odeleite e Azinhal.

- A Câmara Municipal de Pinhel, no distrito da Guarda, anunciou hoje (12) que encerrou equipamentos públicos e suspendeu atividades, no âmbito do Plano de Contingência do Covid-19.  O município procedeu hoje à suspensão das atividades da Academia de Música de Pinhel por tempo indeterminado e decidiu encerrar ao público, a partir de dia 16 de março, também por tempo indeterminado, a Piscina Municipal e o Ginásio localizado no Pavilhão Multiusos.

- A Câmara de Loulé anunciou que vai alargar até ao dia 03 de abril o encerramento de espaços de atendimento ao público, infraestruturas e equipamentos desportivos e culturais.

- A Câmara de Sintra anunciou que vai cancelar todas as atividades e eventos públicos da responsabilidade do município e suspender os serviços de atendimento presencial.

- Os espaços municipais da autarquia de Braga vão ser encerrados ao público.

- A Câmara de Vidigueira anunciou que decidiu “suspender temporariamente” todos os eventos públicos por si promovidos, como prevenção do surto de Covid-19, e que não se responsabiliza pela organização de iniciativas promovidas no concelho por outras entidades.

- A Câmara Municipal de Gouveia anunciou que dispõe de um plano de contingência constituído por uma série de procedimentos de prevenção à infeção por Covid-19 e está a difundir um conjunto de recomendações e conselhos emitidos pela Direção-Geral da Saúde.

- A Câmara Municipal de Seia elaborou um Plano de Contingência de prevenção e controlo de infeção pelo Covid-19 para os diversos serviços, alinhado com as orientações estabelecidas pela Direção-Geral da Saúde.

- A Câmara de Alenquer, no distrito de Lisboa, decidiu cancelar todos os eventos que tinha programado realizar durante este mês como medida preventiva contra a propagação do coronavírus responsável pela Covid-19.

- A Câmara da Póvoa de Lanhoso decidiu cancelar o programa da Festa de S. José, que deveria decorrer entre 13 e 22 de março. Foram também canceladas as feiras semanais previstas para 12 e 19 de março e todos os eventos organizados e/ou apoiados pelo município até 31 de março.

- Câmara de Arcos de Valdevez anunciou a suspensão de todas as atividades previstas para diversos espaços públicos, o que levou ao cancelamento do festival Sons do Vez, programado até dia 28 na Casa das Artes.

- A Câmara de Albufeira anunciou que vai encerrar até à próxima terça-feira diversas infraestruturas e equipamentos desportivos e culturais.

- A Câmara de Ovar anunciou "com efeito imediato e até 3 de abril" a suspensão de atividades e o encerramento de uma escola básica e de vários espaços municipais, manifestando vontade de fechar ainda mais estabelecimentos educativos.

- A Câmara de Castro Verde anunciou o cancelamento dos eventos com públicos promovidos pelo município, como o 3.º Festival Sabores do Borrego, e o encerramento das piscinas municipais, até dia 10 de abril.

- A câmara de Arruda dos Vinhos vai, a partir de dia 14, fechar diversos equipamentos municipais e já suspendeu atividades no concelho, durante os meses de março e abril devido à pandemia do novo coronavírus, disse o seu presidente.

- A Câmara de Moura, no distrito de Beja, anunciou a suspensão de várias iniciativas, atividades e serviços municipais durante este mês. Estão suspensas todas as iniciativas promovidas pelo município, os transportes municipais para deslocações do movimento associativo, o uso de equipamentos da autarquia para provas desportivas e as atividades da Universidade Sénior.

- A Câmara de Ferreira do Alentejo decidiu suspender temporariamente todos os eventos públicos promovidos pela autarquia e as viagens em transportes do município para fora do distrito de Beja. O município também recomenda a suspensão de iniciativas promovidas por outras entidades que envolvam ajuntamentos populacionais no concelho.

- A Câmara de Mafra, no distrito de Lisboa, encerra até 30 de abril diversas instalações municipais e suspende atividades como medida cautelar para minimizar o risco de contágio do novo coronavírus. A autarquia decidiu encerrar piscinas, pavilhões e ginásios, na área do desporto; bibliotecas, auditórios, galerias e o museu, no setor cultural; e os postos de turismo de Mafra e Ericeira. Continuam abertos os serviços de atendimento ao público, os serviços de apoio à família enquanto as escolas permanecerem abertas (refeições, prolongamento de horários e atividades para crianças durante as pausas letivas), os mercados municipais de Mafra e da Ericeira, os parques e jardins municipais e as incubadoras de empresas da Ericeira e Mafra.

- A Câmara de Cinfães vai suspender a utilização das piscinas municipais e dos restantes equipamentos desportivos. A autarquia refere que também decidiu suspender os eventos desportivos agendados para março e abril, as actividades culturais previstas para o auditório municipal e o programa Férias em Movimento. Ficará igualmente suspensa a abertura ao público da biblioteca municipal, do posto de turismo, do Museu Serpa Pinto e do Centro Interpretatvo do Vale de Bestança. As feiras quinzenais do concelho que se realizam sem Cinfães, Souselo e Nespereira, e a Feira da Terra também não se vão realizar.

- A Câmara de Barcelos decidiu encerrar ao público por tempo indeterminado, um conjunto de equipamentos e serviços, mas a feira semanal e o mercado mantêm-se em funcionamento. Em comunicado, o município refere que, no âmbito das medidas de prevenção da Covid-19, foram encerrados os pavilhões municipais, piscinas, museus, Posto de Turismo, Torre Medieval, Biblioteca, Arquivo Municipal, Casa da Juventude e albergue da Casa da Recoleta.

- O Município de Torres Vedras, no distrito de Lisboa, decidiu encerrar os serviços municipais abertos ao público e prolongar até 30 de abril as medidas de contenção contra a propagação da pandemia do novo coronavírus. A Câmara decidiu ainda reforçar as medidas de contenção da pandemia do novo coronavírus, depois de ter ativado o seu Plano Municipal de Emergência, encerrando cinemas e ginásios e reduzindo os transportes públicos.

- A Câmara de Mangualde decidiu encerrar todos os equipamentos municipais, até ao dia 28, e aconselhou as coletividades locais a seguirem as recomendações das autoridades, devido ao Covid- 19. Atendendo às orientações da Direção Geral de Saúde e do plano de contingência municipal para o Covid- 19, a autarquia vai encerrar as piscinas, a biblioteca, o estádio, o pavilhão, o posto de turismo e a loja social.

- A Câmara de Amarante determinou o encerramento da estância termal da cidade, do Museu Amadeo de Souza-Cardoso, das piscinas e dos pavilhões municipais, entre outros equipamentos, para fazer face à pandemia de Covid-19. Em comunicado, aquela autarquia do distrito do Porto refere que as medidas preventivas decididas têm “efeitos imediatos e pelo menos até ao dia 03 de abril”.

- A Câmara de Rio Maior decidiu suspender todas as iniciativas desportivas, culturais e recreativas promovidas pelo município, bem como as atividades da biblioteca municipal e da Universidade Sénior, no âmbito do plano de contingência Covid-19. As medidas, em vigor até 3 de abril, incluem ainda a suspensão da cedência de equipamentos culturais e de transporte municipal, de todas as visitas de lazer, turismo ou de âmbito desportivo, cultural e recreativo promovidas pelo município e de eventos e/ou visitas aos espaços culturais e turísticos, que estejam sob gestão municipal (incluindo monumentos).

- A Câmara Municipal do Fundão anunciou hoje que cancelou ou adiou várias iniciativas, no âmbito do Plano de Contingência desenvolvido por esta autarquia do distrito de Castelo Branco. Em comunicado enviado à agência Lusa, este município presidido por Paulo Fernandes aponta as várias atividades canceladas e que abrangem eventos culturais, desportivos e ações com crianças e jovens.

- A Comunidade Intermunicipal Beiras e Serra da Estrela recomendou o adiamento de eventos que envolvam a presença de 100 pessoas em espaços fechados ou de mais de 1.000 pessoas em espaços ao ar livre. CIM-BSE é constituída por 15 municípios: 12 do distrito da Guarda (Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Guarda, Gouveia, Manteigas, Meda, Pinhel, Seia, Sabugal e Trancoso) e três do distrito de Castelo Branco (Belmonte, Covilhã e Fundão).

- Os nove municípios que integram a Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes decidiram em conjunto cancelar por tempo indeterminado todas as feiras e eventos assim como suspender as atividades em equipamentos culturais e desportivos.

- A Câmara de Proença-a-Nova anunciou o adiamento de todos os eventos da responsabilidade do município e a suspensão de algumas atividades regulares nas próximas duas semanas, como medida de prevenção da propagação do Covid-19.

- A Câmara da Covilhã anunciou o encerramento de instalações e serviços municipais, tais como a biblioteca, piscina, os museus e o atendimento ao público no edifício dos Paços do Concelho.

- A Câmara Municipal de Trancoso, no distrito da Guarda, decidiu suspender eventos, fechar piscinas municipais e cancelar visitas turísticas.

- A Câmara de Vila Nova da Barquinha decidiu suspender os eventos em espaços municipais e encerrar equipamentos culturais, como o castelo de Almourol, por tempo indeterminado.

- A Câmara de Santarém decidiu adotar medidas adicionais de prevenção da Covid-19, passando a suspender, a partir de hoje, o atendimento presencial em todos os serviços municipais e nas empresas municipais, com reforço do atendimento telefónico e por correio eletrónico.

- A Câmara Municipal de Nelas encerrou os serviços até ao final do mês e suspendeu todas as atividades desportivas e culturais programadas, assim como passeios e ajuntamento de pessoas, devido à pandemia Covid-19.

- A Câmara de Reguengos de Monsaraz fechou equipamentos municipais, suspendeu serviços de transporte coletivo de passageiros do município e adiou ou cancelou todos os eventos públicos, até 14 de abril.

- A Câmara de Moura, no distrito de Beja, fechou até ao final deste mês vários equipamentos e serviços municipais no concelho para conter a propagação do novo coronavírus e a pandemia de Covid-19.

- O município de Condeixa-a-Nova, no distrito de Coimbra, encerrou os equipamentos municipais desportivos e culturais e adiou vários eventos e atividades previstas face à ameaça da pandemia de Covid-19.

-  A Câmara de Alcácer do Sal, no distrito de Setúbal, decidiu encerrar ao público equipamentos municipais e cancelar todas as atividades por tempo indeterminado para reduzir o risco de eventual contágio.

- A Câmara de Sátão anunciou que vai encerrar os equipamentos municipais e suspender a realização dos eventos que estes iriam acolher. Em comunicado, o município refere que a piscina, o ginásio, o cinema, o estádio e o pavilhão gimnodesportivo serão encerrados.

- O Município da Marinha Grande, no distrito de Leiria, anunciou que vai restringir a utilização de alguns equipamentos e suspender as visitas de grupos aos museus do concelho. Como forma de diminuir a evolução epidemiológica, a autarquia deliberou ainda condicionar o funcionamento de equipamentos desportivos, como as piscinas municipais, estádio, campos de futebol, campos de ténis e pavilhões desportivo.

- A Câmara Municipal de Santa Comba Dão anunciou o encerramento de serviços a partir de segunda-feira (16) e até ao final do mês, e suspendeu todas as atividades desportivas e culturais programadas, incluindo feiras, devido à pandemia Covid- 19.

- O cancelamento do mercado mensal de Vendas Novas (Évora), agendado para este domingo (15), é uma das medidas adotadas pela câmara devido à pandemia de Covid-19, estando também em vigor outras determinações, até final deste mês.

- A Câmara do Funchal decidiu reforçar as medidas preventivas para contenção da pandemia do Covid- 19 e encerrou o Teatro Municipal Baltazar Dias, ginásios, centros comunitários, a universidade sénior e a biblioteca municipal.

- A Câmara da Calheta, na zona oeste da Madeira, ativou o Plano Municipal de Contingência para o Covid-19 e decidiu encerrar alguns serviços, nomeadamente centros sociais, bibliotecas e posto de turismo do concelho.

- A Câmara de Sines, no distrito de Setúbal, decidiu suspender todas as iniciativas culturais e desportivas no concelho e encerrar os equipamentos municipais até 12 de abril.

- A Câmara do Sabugal, no distrito da Guarda, vai cancelar atividades, espetáculos, feiras e mercados, e encerrar vários equipamentos municipais.

- A Câmara de Marvão, no distrito de Portalegre, anunciou hoje ter decidido encerrar equipamentos municipais e cancelar eventos públicos.

- A Câmara de Silves, no distrito de Faro, anunciou hoje o encerramento dos equipamentos municipais desportivos e culturais e o cancelamento de eventos, feiras e mercados.

- A Câmara Municipal de Vouzela anunciou que a partir das 00:00 de hoje encerra os serviços municipais e que decidiu cancelar todas as atividades, incluindo as feiras, até ao final de abril.

- A Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo vai suspender, a partir de segunda-feira, o atendimento presencial ao público em todas as instalações municipais e condicionar o acesso às instalações do Ninho de Empresas.

- A Câmara de Tondela anunciou hoje que vai suspender, até 06 de abril, o funcionamento de grande parte das suas iniciativas e atividades e implementar novas medidas em algumas das instalações municipais.

- O município da Guarda procedeu hoje ao encerramento dos serviços de atendimento ao público.

- A Câmara de Belmonte determinou o encerramento de todos os serviços municipais, bem como dos museus e biblioteca, além de suspender as feiras e cancelar eventos.

- A Câmara de Viana do Alentejo decidiu encerrar ao público, até 05 de abril, o Cineteatro Vianense, as piscinas municipais cobertas de Alcáçovas, a biblioteca municipal e os postos de turismo.

- A Câmara de Cantanhede decidiu encerrar “os equipamentos coletivos que registam grande afluência de público” e suspender “eventos e outras realizações”, como as feiras quinzenais da cidade e da Tocha e os mercados semanais de Febres e Tocha.

- A Câmara de Aguiar da Beira, no distrito da Guarda, decidiu encerrar equipamentos municipais e suspender eventos a partir de segunda-feira.

- A Câmara Municipal da Ribeira Grande, nos Açores, encerrou, por "tempo indeterminado, o edifício dos Paços do Concelho no que concerne ao atendimento presencial".

- As praias de Espinho estão interditadas a qualquer atividade desportiva, lúdica ou de lazer.

- A Câmara do Porto Santo decidiu hoje cancelar todos os eventos públicos, encerrar todos os equipamentos municipais, os transportes públicos a cargo do município e restringir o atendimento público ao estritamente necessário.

- A Câmara de Vila Real anunciou hoje a suspensão de serviços e equipamentos municipais mantendo as feiras e o mercado para evitar “impacto económico” e “assegurar fornecimento de alguns bens alimentares”.

- A Câmara do Fundão decidiu condicionar o atendimento ao público e suspender o mercado semanal de dia 23, isto depois de já ter encerrado vários espaços municipais e adiado eventos.

- A Câmara Municipal de Sintra, no distrito de Lisboa, anunciou hoje o encerramento ao público, a partir de sábado, de todos os monumentos do concelho.

- A Câmara de Oeiras anunciou hoje o encerramento de todos os equipamentos municipais e a adoção de medidas para condicionar a utilização do espaço público.

- A Câmara de Gondomar decidiu encerrar na totalidade com efeitos imediatos e interditar parques infantis e todos os equipamentos ao ar livre.

- A Câmara de Santo Tirso suspendeu, por tempo indeterminado, vários transportes públicos que garantiam a ligação entre pontos do concelho, nomeadamente a estação de comboios e o aeroporto Sá Carneiro no âmbito do estado de alerta declarado no país.

- A Câmara Municipal de Loures, no distrito de Lisboa, anunciou hoje a suspensão de todas as atividades desportivas e culturais, e o encerramento dos cemitérios.

- O Município de Porto de Mós, no distrito de Leiria, vai limitar o atendimento ao público e encerrar equipamentos do concelho, anunciou hoje a autarquia liderada por Jorge Vala.

- O Município de Figueiró dos Vinhos, no distrito de Leiria, anunciou hoje que vai encerrar os serviços culturais e desportivos do concelho e limitar o funcionamento de alguns equipamentos públicos.

- A Câmara de Ansião, no distrito de Leiria, anunciou que vai encerrar os equipamentos culturais e desportivos, e higienizar os edifícios municipais do concelho.

- A Câmara de Castro Marim aprovou medidas de reforço destinadas a conter a propagação da pandemia de Covid-19, encerrando equipamentos municipais, cancelando eventos culturais e desportivos, e reduzindo transportes públicos.

- A Câmara da Ponta do Sol, na zona oeste da Madeira, decidiu encerrar parcialmente o atendimento no município, encerrar o estádio e a biblioteca e suspender várias iniciativas.

- A Câmara de Monção decidiu hoje restringir até às 22:00 o horário de funcionamento de todos os estabelecimentos de restauração, cafés e similares do concelho.

- A Câmara de Idanha-a-Nova decidiu encerrar os equipamentos públicos, cancelar todas as atividades e eventos públicos da responsabilidade do município e reduzir o horário dos estabelecimentos de restauração como medida de prevenção da propagação do Covid-19.

- A Câmara Municipal de Azambuja, no distrito de Lisboa, decidiu alargar as medidas de contenção da Covid-19, através do encerramento da Creche Municipal em Manique do Intendente e da suspensão do Mercado Mensal.

- A Câmara de Alijó decidiu limitar o horário de funcionamento de todos os estabelecimentos de restauração e de bebidas até às 22:00 e prorrogar por um mês o prazo de pagamento das faturas de água e rendas sociais.

- A Câmara de Santo Tirso alargou as medidas do Plano de Contingência Municipal em resposta ao surto do novo coronavírus, reduzindo por tempo indeterminado aos serviços mínimos o funcionamento da autarquia, foi anunciado.

- A Câmara de Oleiros, no distrito de Castelo Branco, decidiu encerrar ao público os equipamentos municipais, suspender os transportes coletivos e cancelar as feiras e mercados.

- A Câmara de Leiria anunciou que vai reforçar as medidas de contenção e encerrar o atendimento presencial nos Paços do Concelho, passando o mesmo a ser efetuado via telefone ou ‘e-mail’.

- A Câmara de Cascais, no distrito de Lisboa, anunciou hoje o encerramento “imediato de todas as lojas” que prestam serviços do município e uma redução “em 30% da capacidade dos autocarros” naquele concelho.

- A Câmara de Abrantes decidiu suspender os eventos municipais a partir de hoje, e por tempo indeterminado, e encerrar ao público todos os espaços municipais ligados a atividades desportivas e culturais, anunciou a autarquia.

- A Câmara de Matosinhos, no distrito do Porto, determinou o encerramento dos serviços municipais, à exceção dos imprescindíveis, e a passagem ao regime de teletrabalho por tempo indeterminado.

- A Câmara de Valongo encerrou os serviços presenciais ao público e reforçou o atendimento digital e telefónico, num conjunto de medidas para conter a propagação da pandemia de Covid-19, anunciou o município do distrito do Porto.

- A câmara da Nazaré decidiu encerrar a partir de hoje praticamente todos os equipamentos desportivos e culturais do concelho onde os serviços municipais estão a ser reformulados para prevenir a propagação do novo coronavírus. São encerrados os edifícios das piscinas e pavilhões municipais, Biblioteca Municipal, Centro Cultural, Loja da Praia do Norte, Julgados de Paz, Carsurf, Ginásio do Centro de Alto Rendimento, parques infantis do concelho, Skate park, e parques fitness. A medida estende-se à feira semanal, que deixa de ser realizar até que se verifiquem “condições de segurança” para que seja retomada, bem como para reabrir os equipamentos encerrados.

- A Câmara de Oeiras restringiu hoje o acesso às praias a fim de evitar a propagação do surto de coronavírus limitando o acesso aos areais apenas para passeio. O controlo da frequência nas praias será feito pela Polícia Municipal e pela Polícia de Segurança Pública, em articulação com a Polícia Marítima.

- A Câmara de Vila de Rei (Castelo Branco) decidiu adotar medidas adicionais de contenção da propagação da Covid-19, tendo anunciado que, a partir de hoje, todas as atividades previstas estão suspensas e diversos equipamentos e espaços municipais são encerrados.

- A Câmara de Cascais deu ordens no dia 15 de março para o encerramento do aeródromo de Tires "no mais curto espaço de tempo", um dia depois de suspender todos os voos das zonas mais afetadas pelo novo coronavírus.

- A Câmara Municipal de Oliveira de Frades proibiu a partir de hoje qualquer evento no concelho e encerrou todos os serviços municipais.

- As obras que estão a decorrer no Itinerário Complementar n.º 2 (IC2), em Leiria, foram suspensas como medida de contenção do Covid-19, anunciou o Município nesta segunda-feira (16/03).

- A Câmara de Viseu decidiu também esta segunda-feira reduzir a frequência dos serviços em todas as linhas do sistema de mobilidade urbana (MUV), com uma redução horária entre 30 a 40%, devido à Covid-19, mas ficando sempre garantida nos períodos da manhã, meio-dia e final do dia.

- A Câmara de Borba e as juntas de freguesia do concelho lançaram a iniciativa “Fique em casa, nós vamos por si!”, destinada à população mais vulnerável, devido à pandemia de Covid-19, foi hoje divulgado.

- O presidente da Câmara de São João da Madeira declarou hoje o concelho em situação de "alerta municipal" dada "a existência de focos de disseminação de Covid-19" em concelhos limítrofes como Ovar e Santa Maria da Feira.

1. ENSINO
2. SAÚDE
3. DESPORTO
4. CULTURA
5. AUTARQUIAS E REGIÕES
6. JUSTIÇA
7. OUTROS EVENTOS

6. JUSTIÇA

- As visitas a estabelecimentos prisionais da região Norte foram suspensas temporariamente devido à epidemia Covid-19, conforme anunciou no sábado a ministra da Saúde.

- Em todo o país, estão suspensas, a partir desde segunda-feira, as visitas aos fins de semana nas prisões, devendo estas ter lugar em dias úteis e limitadas a um máximo de dois visitantes por recluso.

- As sessões de formação presencial no âmbito dos estágios de advocacia no Porto e em Guimarães, que envolvem 488 licenciados em Direito, estão suspensas por tempo indeterminado por razões “meramente preventivas”.

- A Comarca da Madeira pediu aos cidadãos para que só se desloquem aos tribunais se forem convocados para diligências ou por motivo “absolutamente inadiável”.

- As comarcas do Porto Este e de Braga pediram aos cidadãos convocados para diligências processuais para informarem previamente o tribunal se nas duas semanas anteriores tiverem estado em zonas de risco de contágio de Covid-19.

- A Direção-Geral da Administração da Justiça determinou na segunda-feira a suspensão da atividade das secretarias dos tribunais de Lousada e de Felgueiras.

- A Câmara das Caldas da Rainha determinou o encerramento de piscinas e pavilhões municipais, e anunciou ir manter em funcionamento condicionado os museus e o Hospital Termal.

- A Câmara do Fundão, no distrito de Castelo Branco, estabeleceu uma linha de apoio para os residentes com mais de 65 anos que permitirá garantir o fornecimento ao domicílio de bens essenciais de supermercado, medicamentos e outros.

- A Empresa Portuguesa das Águas Livres (EPAL) informou hoje que o balcão de atendimento na Loja do cidadão das Laranjeiras e os espaços do Museu da Água serão provisoriamente encerrados, mantendo-se aberta a loja dos Restauradores, em Lisboa.

- O presidente do Governo dos Açores anunciou hoje o fecho, a partir de terça-feira, dos serviços públicos não essenciais, devido ao surto de Covid-19, e definiu o aeroporto de Ponta Delgada como o único da operação da Azores Airlines.

1. ENSINO
2. SAÚDE
3. DESPORTO
4. CULTURA
5. AUTARQUIAS E REGIÕES
6. JUSTIÇA
7. OUTROS EVENTOS

7. DESPORTO

- A Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) foi adiada para os dias 27 a 31 de maio, após as entidades públicas de turismo e várias associações do setor terem cancelado a sua participação no evento.

- O Ministério da Defesa anunciou o adiamento do Seminário de Defesa Nacional previsto para os dias 19 e 20 de março no Instituto de Defesa Nacional, por “razões de saúde pública” relacionadas com a pandemia do Covid-19. As novas datas de realização deste seminário serão comunicadas oportunamente, acrescenta-se no comunicado do Ministério.

- A conferência “Urban Future Global”, que deveria decorrer entre 1 e 3 de abril e fazia parte da programação da Lisboa Capital Verde Europeia 2020, foi também cancelada.

- A cerimónia de apresentação do novo hotel ibis Porto Centro Mercado do Bolhão marcada para 16 de abril foi  adiada para 21 de maio.

- O Patriarcado de Lisboa anunciou o adiamento da Jornada Diocesana da Juventude, prevista para o final do mês. Não foi divulgada nova data para este encontro anual, que tem como tema “Com Cristo ao Encontro de Todos”.

- A Misericórdia do Porto reservou, em articulação com a câmara local, 10 camas para acolher situações de quarentena devido ao surto de Covid-19 para pessoas sem habitação regular e em situação de fragilidade, foi anunciado. A gestão das camas será feita pela Misericórdia, no Centro Hospitalar do Conde Ferreira, em articulação com a Segurança Social e a autoridade de Saúde, e irá durar o “tempo necessário” de resposta à situação atual provocada pelo surto, sublinhou, em comunicado.

-  A 17.ª edição da Festa Internacional das Camélias, em Celorico de Basto, prevista para o próximo fim de semana foi adiada. Também as comemorações dos 500 anos do foral, nos dias 28 e 29 de março, foram adiadas para data a anunciar.

- A Exposalão, na Batalha, adiou a feira dedicada à impressão 3D, robótica e automação, prevista para entre 19 e 21 de março. Não há datas alternativas.

- A Festa do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital, marcada para o próximo fim de semana, foi cancelada.

- A 14.ª edição do QSP SUMMIT, conferência europeia dedicada à gestão e marketing que estava prevista para 26 e 27 deste mês, foi adiada para os dias 18 e 19 de junho.

- O Festival do Continente À Roda da Alimentação, agendado para os dias 14 e 15 de março, no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, foi adiado para data a anunciar.

- O Grupo Amorim Luxury anunciou que vai encerrar temporariamente, a partir de sexta-feira, os restaurantes JNcQUOI e as lojas Fashion Clinic e Gucci, em Lisboa, Porto e Algarve devido à pandemia causada pelo novo coronavírus.

- A entrega dos prémios Igrejas Caeiro e José da Ponte, duas iniciativas da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) que estavam previstas para abril, foram adiadas, revelou a cooperativa. O Prémio Igrejas Caeiro seria entregue ao antigo radialista João David Nunes a 8 de abril e o Prémio José da Ponte seria atribuído ao músico Samuel Úria a 23 de abril. Segundo a SPA, as novas datas serão anunciada em breve, "após a estabilização da grave situação de saúde pública", decorrente da propagação da doença Covid-19.

- A primeira edição da Conferência em Direito do Cinema e Audiovisual anunciada para março em Espinho pela equipa que dirige o festival FEST - Novos Realizadores Novo Cinema foi esta terça-feira (10) adiada "para setembro ou outubro".

- A Associação Académica de Coimbra suspendeu convívios de estudantes e atividades desportivas e culturais e encerrou o Campo Santa Cruz.

- A Semana Académica de Leiria, que se iria realizar entre os dias 19 e 21, foi adiada, anunciou a organização daquela festa estudantil.

- A Cáritas Portuguesa decidiu suspender o seu peditório público nacional, que se realizava entre quarta-feira e domingo em vários espaços comerciais, escolas e comunidades paroquiais.

- O bispo do Porto, Manuel Linda, suspendeu a celebração de missas e de outras atividades paroquiais comunitárias no concelho de Felgueiras.

- O Corpo Nacional de Escutas (CNE) suspendeu todas as atividades nacionais até ao dia 25 de março.

- A edição deste ano da Feira do Porco Alentejo em Ourique (Beja), prevista decorrer entre os dias 27 e 29 deste mês, foi cancelada pela câmara municipal.

- A realização do 3.º Congresso do movimento AMAlentejo, agendada para Estremoz, nos dias 3 e 4 de abril, foi adiada por decisão da comissão organizadora, para data ainda a definir.

- A edição deste ano do Festival da Túbera prevista decorrer nos dias 21 e 22 deste mês, na Tenda Multiusos da vila de Mértola, distrito de Beja, foi cancelada.

- O II Encontro Temático da Casa das Ciências marcado para abril, em Estremoz, distrito de Évora, foi adiado para setembro, devido ao surto de Covid-19.

- Três feiras que estavam agendadas para março e abril na Exponor, em Matosinhos, foram adiadas para maio e outubro.

- A Diocese das Forças Armadas e das Forças de Segurança – Ordinariato Castrense cancelou a XIV Peregrinação Militar a pé a Fátima, prevista para o final do mês de março.

- A iniciativa Moinhos Abertos 2020 foi adiada para setembro. A 14.ª edição do evento de moinhos de todo o país estava marcada para os dias 4, 5 e 7 de abril, sendo agora reagendada para o fim de semana de 19 e 20 de setembro. O Moinhos Abertos junta mais de 30 mil visitantes em mais 350 moinhos diferentes..

- A principal oração da sexta-feira  na Mesquita Central de Lisboa está suspensa devido ao surto de Covid-19, por constituir um risco para as cerca de 1.300 pessoas que participam naquele ato religioso, disse o imã David Munir.

- O bispo de Beja adiou peregrinações arciprestais à Sé da cidade previstas para este mês e pediu aos agentes pastorais para levarem "muito a sério" as orientações devido à pandemia de Covid-19.

- As "tradicionais" Promessas a Senhor do Passos, em Guimarães, promovidas pela Real Irmandade de Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos, vão decorrer de "forma e modo habitual", sendo só canceladas as procissões,que estavam previstas para os próximos dias 29 de março e 10 de abril, a primeira vez que tal ocorre desde 1598.

- Os torneios de qualificação dos Campeonatos Nacionais de Catan e Carcassonne de 2020 estão suspensos até 15 de abril, como forma de combater a propagação da Covid-19, anunciou hoje a organização da prova de jogos de tabuleiro. Barreiro, Vila do Conde, Torres Vedras, Matosinhos, Amadora, Praia de Vieira, Braga, Setúbal, Olhão, Montijo, Coimbra, Lisboa, Évora, Estarreja e Vila Franca de Xira viram, assim, cancelados os respetivos torneios de apuramento em março para a fase final que ainda não tem local nem data marcados.

- O partido Chega decidiu adiar as iniciativas que tinha programadas para dias 14 e 15, nomeadamente o Conselho Nacional convocado para Amares, Braga, e um comício em Castelo Branco, devido à pandemia do novo coronavírus.

- O bispo do Porto cancelou a missa comemorativa dos sete anos da eleição do Papa Francisco, agendada para dia 13, devido à “gravidade da propagação do coronavírus”.

- O presidente da Associação Portuguesa de Empresários Tauromáquicos (APET), Paulo Pessoa de Carvalho, disse que o surto de Covid-19 já levou ao cancelamento de vários espetáculos taurinos no país. Em Portugal, já foram cancelados para este mês e abril festejos taurinos em Beja, Moita do Ribatejo (Setúbal) e Alpalhão, no concelho de Nisa, distrito de Portalegre. Os espetáculos taurinos previstos para este mês em Redondo (Évora) e Almeirim (Santarém) foram suspensos. Os empresários da praça de touros Celestino Graça, em Santarém, tinham também já anunciada uma corrida de touros para o dia 22 deste mês, mas foi adiada para 26 de abril. Em “risco” estão também espetáculos agendados para Estremoz (Évora), Chamusca (Santarém) e Vila Franca de Xira (Lisboa).

- A Diocese de Viseu decidiu suspender imediatamente todas as atividades da catequese até à Páscoa e a celebração das eucaristias dominicais e feriais, entre segunda-feira (16) e 31 de março, devido à doença Covid-19.

- As visitas à igreja, museu e Torre dos Clérigos, no Porto, vão ser suspensas até ao dia 3 de abril, bem com todas as atividades e celebrações, anunciou hoje a Irmandade dos Clérigos.

-  A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) decidiu suspender as missas, catequeses e outros atos de culto até que esteja superada a atual situação de emergência de disseminação do novo coronavírus.

- As Termas do Luso, na Mealhada, encerram por tempo indeterminado, dando cumprimento às orientações da Direção Geral de Saúde e do Governo para conter o surto da Covid-19.

- A exposição “Meet Vincent Van Gogh”, patente no Terreiro das Missas, em Lisboa, está  temporariamente suspensa, para prevenir a propagação do novo coronavírus, estando prevista a sua reabertura no dia 1 de abril.

- A Livraria Lello, no Porto, vai fechar portas a partir de sábado (14) e até 3 de abril, face à pandemia do novo coronavírus.

 - O 1.º Concurso Beira Interior Gourmet, que estava previsto para decorrer entre sábado (14) e o dia 16 de abril, foi adiado devido ao novo coronavírus responsável pela Covid-19.

- As Termas de São Jorge, no concelho de Santa Maria da Feira, distrito de Aveiro, estão desde hoje encerradas por tempo indeterminado, como medida "profilática" para evitar a disseminação do surto de Covid-19.

 - A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) vai, no que respeita aos navios de cruzeiro, implementar a interdição do desembarque e de licenças para terra de passageiros e tripulações em Leixões, excetuando cidadãos nacionais. Em comunicado, esta entidade esclarece que as interdições produzem efeitos a partir de hoje até ao dia 09 de abril, podendo ser prorrogada em função da evolução da situação epidemiológica.

-  Os casinos do Estoril, de Lisboa e da Póvoa de Varzim estão encerrados desde as 15:00 de sábado (14) e por um período mínimo de 14 dias, anunciou a Estoril Sol, concessionária de jogo.

- A Misericórdia de Lisboa anunciou mais de dez medidas para conter a pandemia Covid-19, como o encerramento dos serviços de resposta a crianças e jovens, centros de dia e a suspensão de visitas aos lares.

 - A Capitania do Porto de Cascais interditou as praias da zona, a partir de domingo (15), a "todas as atividades desportivas ou de lazer" para "conter os aglomerados de pessoas" e minimizar a difusão do novo coronavírus.

- O Jardim Botânico da Madeira e a Quinta Jardins do Imperador, no Funchal, e a Casa das Queimadas, no concelho de Santana, vão encerrar a partir de segunda-feira (16) devido à pandemia do Covid-19, anunciou o Governo da Madeira.

- O Ateneu, na Alta de Coimbra, e a Associação Cozinhas Económicas Rainha Santa Isabel (ACERSI), na Baixa, encerraram os centros de dia e passaram a reforçar o serviço domiciliário de apoio a idosos, assegurando refeições, mas também compras, face à pandemia de Covid-19.

- A feira semanal e a feira dos grossitas de Braga foram suspensas até 09 de abril, no âmbito das medidas de contenção do novo coronavírus, foi hoje anunciado.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.