O comité interministerial encarregado de coordenar as medidas de viagem internacionais para prevenir a covid-19 disse que a decisão foi tomada para “preservar as conquistas de Marrocos na luta contra a pandemia e para proteger a saúde dos seus cidadãos”.

A nota acrescenta que será feita uma avaliação contínua da situação pandémica no mundo para rever esta medida, se necessário.

Perante a rápida propagação da nova variante do coronavírus, Marrocos tinha já decidido suspender a partir da meia-noite de hoje todos os voos diretos e as duas ligações marítimas com a França.

Na sexta-feira passada, o comité interministerial decidiu também proibir a entrada de passageiros da África do Sul e de outros países da África Austral (Botsuana, Namíbia, Lesoto, Suazilândia, Moçambique e Zimbabué) e de passageiros em trânsito através destes países.

A covid-19 provocou pelo menos 5.193.392 mortes em todo o mundo, entre mais de 260,44 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A nova variante, a Ómicron, foi recentemente detetada na África do Sul e, segundo a Organização Mundial da Saúde, o “elevado número de mutações” pode implicar uma maior infecciosidade.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.