“Depois de consultada a Unidade de Saúde Pública e os vários serviços municipais que dão apoio nesta área considerou-se que não seria possível assegurar as normas de segurança emitidas pela DGS [Direção-Geral da Saúde] nem no interior, nem nas entradas e saídas dos cemitérios, pelo que a Câmara Municipal de Matosinhos optou pelo seu encerramento naqueles dois dias em que, tradicionalmente, as pessoas se deslocam aos cemitérios”, sublinhou.

Esta decisão tem como principal objetivo a proteção da população, numa altura em que os casos de infeção por covid-19 estão a crescer de forma exponencial na comunidade e no país, adiantou aquela autarquia do distrito do Porto.

Contudo, para possibilitar que as pessoas prestem homenagem aos seus familiares sepultados, o município decidiu alargar o horário dos 14 cemitérios nos dias 28,29,30 de outubro e 02 de novembro, abrindo das 07:00 às 20:00.

As regras de utilização destes locais mantêm-se, nomeadamente o uso de máscara, o cumprimento do distanciamento social de dois metros e o tempo de permanência reduzido ao mínimo indispensável.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 40 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.198 pessoas dos 101.860 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.