A decisão foi tomada hoje à tarde em reunião da Comissão Municipal de Proteção Civil e consta de um despacho assinado pelo presidente da autarquia, Luís Simão, publicado na página de Internet e consultado pela agência Lusa.

“Determino prolongar o encerramento ao público até ao dia 21 de agosto [sexta-feira], inclusive”, das instalações da Oficina da Criança, do edifício dos Paços do Concelho, da Casa da Cultura e de todos os equipamentos desportivos, pode ler-se no despacho.

A decisão é justificada pela evolução da covid-19 no concelho e “a existência de casos positivos” em Mora, onde está ativado o Plano de Contingência para os Serviços Municipais, sendo “entendimento do executivo” que “a melhor forma de evitar a evolução deste vírus é a prevenção”.

Segundo a câmara, “no final deste período, a situação será reavaliada”.

O número de pessoas infetadas com covid-19 na vila alentejana de Mora subiu hoje para 42, estando internados no hospital em Évora quatro doentes, dois deles em cuidados intensivos, indicou hoje à agência Lusa o presidente da câmara.

“Os dados que temos da Autoridade de Saúde, até às 12:00 de hoje, é que há 42 pessoas infetadas” com a doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, disse o autarca.

Deste total, “quatro doentes, todos homens”, estão internados no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), sendo que “dois deles encontram-se nos cuidados intensivos”, destacou.

Devido a este surto de covid-19, surgido há pouco mais de uma semana, com as três primeiras pessoas da comunidade infetadas a serem detetadas no dia 09, já foram realizados “seguramente mais de 300 testes” à doença, até hoje, avançou.

Luís Simão revelou à Lusa que os funcionários do município “vão ser todos testados na terça-feira”, no auditório municipal, logo a partir do início da manhã.

A câmara, consoante a disponibilidade do laboratório que está a trabalhar com a Autoridade de Saúde Pública, vai “tentar que os bombeiros e os elementos da GNR possam fazer os testes ainda esta semana”, acrescentou.

O autarca disse também que, apesar de as 42 pessoas infetadas já diagnosticadas residirem todas na vila e freguesia de Mora, o que significa que “o surto está confinado a esta área” e não se espalhou ao restante concelho, as visitas a todos os lares de idosos do território foram suspensas.

Este surto surgiu no dia 09, quando foram confirmados os primeiros três casos positivos na comunidade, número que foi subindo, todos os dias, à medida que foram sendo testados os contactos de pessoas infetadas.

A câmara ativou o Plano Municipal de Emergência e fechou, no início da semana passada, os serviços de atendimento ao público e outros equipamentos.

Ao longo da última semana, segundo o relato do autarca local, foram fechando cafés, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais, com a população confinada em casa, por precaução.

Portugal contabiliza pelo menos 1.779 mortos associados à covid-19 em 54.234 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.