Brasil regista 1.682 novas mortes e atinge quase 470 mil óbitos

O Brasil registou 1.682 novas mortes devido à covid-19, totalizando quase 470.000 óbitos atribuídos à doença desde o início da pandemia, segundo dados oficiais.

Com estes números, o Brasil atingiu um acumulado de 469.388 mortes devido à covid-19, mantendo o país como um dos que contabiliza mais óbitos pela doença, atrás dos Estados Unidos.

De acordo com os dados das secretarias de saúde dos vários estados citados pela agência EFE, nas últimas 24 horas foram diagnosticados 83.391 casos positivos, elevando o número de infetados para 16,8 milhões, o terceiro mais elevado no mundo, depois dos Estados Unidos e da Índia.

O aumento das infeções ocorre numa altura em que há uma maior flexibilização das medidas de restrição por parte dos estados, o que disparou alertas da comunidade médica e científica, que preveem a chegada de uma terceira vaga nas próximas semanas.

Segundo informações oficiais, até agora 45 milhões de habitantes do Brasil receberam a primeira dose da vacina e 20,7 milhões a segunda.

Os dados são conhecidos um dia depois de o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, insistir na necessidade de relançar a atividade económica perante as medidas de restrição adotadas por governadores e prefeitos para conter a pandemia do coronavírus.

EUA com 589 mortos e 19.687 casos nas últimas 24 horas

Os Estados Unidos registaram 589 mortes devido à covid-19 e 19.687 casos da doença nas últimas 24 horas, segundo a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

Desde o início da pandemia, os EUA contabilizaram 596.391 óbitos e 33.325.218 casos de covid-19, sendo o país com mais mortes e mais infeções no mundo.

Ao todo, 169 milhões de pessoas (50,9% da população) já receberam pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19 e 136,6 milhões (41,2%) concluíram o processo de vacinação, de acordo com os Centros de Controlo e Prevenção de Doenças norte-americanos.

México com 216 mortes e 2.894 casos em 24 horas

O México registou 216 mortes devido à covid-19 e 2.894 casos da doença nas últimas 24 horas, anunciou na quinta-feira o Ministério da Saúde mexicano.

Desde o início da pandemia, o país contabilizou 228.362 mortos e 2.426.822 infeções, indicou.

O México é o quarto país no mundo com mais óbitos causados pela doença, a seguir aos Estados Unidos, ao Brasil e à Índia, e o 15.º em número de casos da covid-19, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins (EUA).

As autoridades mexicanas acrescentaram que 13.417.362 pessoas já receberam as duas doses da vacina necessárias para completar o processo de vacinação contra a covid-19.

Com 126 milhões de habitantes, o país iniciou em 24 de dezembro a vacinação contra o novo coronavírus.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.693.717 mortos no mundo, resultantes de mais de 171,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.029 pessoas dos 851.031 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.