Segundo o boletim hoje divulgado, registaram-se sete mortes nas últimas 24 horas. Estão confirmados 36.463 novos casos de infeção, mais 283 do que os registados ontem.

Das 7 mortes registadas, cinco ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, uma na região Norte e outra no Alentejo (sendo a segunda nesta região do país desde o início da pandemia)

Dos 283 novos casos de infeção, 215 são em Lisboa e Vale do Tejo que permanece como a mais afetada. No total, Lisboa e Vale do Tejo regista à data de hoje um total de 14.622 casos. A segunda região do país com mais novos casos de infeção por covid-19 é o Norte com 42 novos registos.

No que se refere à faixa etária dos novos casos de infeção, a prevalência mantém-se entre pessoas abaixo dos 60 anos: dos 40 aos 49 anos (mais 62 casos), dos 20 aos 29 anos (mais 58 casos), dos 30 aos 39 anos (42 casos) e dos  50 a 59 anos (39).

O número de pessoas internadas por Covid-19  diminuiu de 440 para 428, mas o número de pessoas internadas em unidades de cuidados intensivos aumentou: há hoje mais quatro, num total de 77 pessoas em UCI.

Temas em destaque na conferência de imprensa de hoje:

Surto em Espinho

Na conferência de imprensa de hoje, Graças Freitas confirmou a existência de “um pequeno surto” no bairro piscatório da Marinha, em Espinho que já tinha sido noticiado, referindo que “tudo indica que será um surto circunscrito”. Foram realizados 54 testes, 14 dos quais positivos e “as forças no terreno estão a investigar o surto e possíveis contactos para quebrar cadeias de transmissão”, acrescentou.

Recuperação dos profissionais de saúde

Por seu lado, Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde destacou hoje que “mais de 83% dos profissionais de saúde infetados pelo novo coronavírus já recuperaram da doença”, o que significa que mais de 2.900 profissionais “já não têm Covid-19" e "já regressaram aos seus serviços”.

Adicionalmente, o governante informou que já foram entregues às unidades de saúde mais de 680 ventiladores invasivos "que chegaram a Portugal, entre compras e doações".

Testes na região de Lisboa e Vale do Tejo

“Dos mais de 14 mil testes efetuados na região de Lisboa, cerca de 95% tiveram resultados negativos, 5% positivos. Dos 731 casos positivos, muitos já foram considerados nos boletins diários, o que tem contribuído para o aumento do numero de casos nesta região. Os que poderão ainda não estar, por razões de notificação e cruzamento de bases de dados, entrarão nos próximos dias”, referiu o secretário de Estado.

Portugal: nem melhor, nem pior da classe

“Da mesma forma que não nos considerámos bestiais na primeira fase, garantidamente não nos consideramos o oposto na segunda. Isto não é uma disputa entre países, é um exercício coletivo”, afirmou o secretário de Estado da Saúde quando questionado sobre o facto de Portugal ser o segundo país europeu com maior número de novos casos nos últimos 14 dias.

Casos detetados nos voos para Portugal

"Todos os dias detetamos casos que vieram nos voos" afirmou a diretora-geral da Saúde, acrescentando que vai ser trabalhada uma solução eletrónica para melhorar o processo, nomeadamente de rastreamento dos contactos dos casos dados como positivos.  O  sistema atual  - que consiste em cartões de papel que identificam onde esteve a pessoa infetada e que lugar ocupou no avião - vai ser melhorado. O objetivo é " uma aplicação gradual que vai tender para se expandir em todos os voos".

Recomendações para a abertura de ATL 

Hoje será publicado o guia com  recomendações para a abertura dos ATL na próxima segunda-feira e "é dada muita ênfase ao treino dos educadores e dos pais".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.