Os detalhes do estudo foram hoje publicados ‘online’ e os reguladores norte-americanos já consideram a abertura da vacinação a jovens entre os 5 e os 11 anos de idade, segundo a agência de notícias Associated Press (AP).

Segundo a AP, a administração da vacina pode começar no início de novembro, se os reguladores derem luz verde ao processo.

No caso de a vacinação avançar nesta data, as primeiras crianças a ser vacinadas já estarão totalmente protegidas no Natal.

A Food and Drug Administration (FDA), regulador de saúde dos EUA, deve publicar ainda hoje a análise inicial dos dados de segurança e eficácia apresentados pela empresa sobre a vacina.

Na próxima semana, os conselheiros da FDA irão debater publicamente as informações, adianta a APP.

Se a FDA autorizar as injeções de baixa dosagem, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças farão as recomendações finais sobre quem deve recebê-las.

A vacina da Pfizer já está autorizada a partir dos 12 anos, mas pediatras e muitos pais aguardam ansiosamente pela proteção das crianças mais novas para conter as infeções crescentes da variante delta muito contagiosa e ajudar a manter as crianças na escola.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.