234 pessoas perderam a vida em Portugal nas últimas 24 horas o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia. É um novo recorde, num dia em que o número de novos casos se mantém elevado: +13.987.

Nos hospitais há agora 715 pessoas internadas nos cuidados intensivos — são mais 13 do que ontem. No total, estão internados 5.779 doentes, mais 149. Estes dois valores representam também novos máximos desde o início da pandemia de covid-19, a doença provocada pelo coronavírus SARS-Cov-2.

O número diário de novos casos ativos também subiu sendo o mais alto de sempre. Estão hoje ativos 157.660, um aumento de 6.434 casos nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, Portugal já registou 9.920 mortes associadas à covid-19 e 609.136 infeções pelo SARS-CoV-2.

Estes dados fazem parte do boletim epidemiológico divulgado esta sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde, reportando-se aos números registados até às 0:00.

Face ao crescimento da pandemia, o governo agravou as medidas para o confinamento da população, nomeadamente com o fecho das escolas.

O boletim em detalhe

As autoridades de saúde têm em vigilância 200.730 contactos, mais 7.830 relativamente ao dia anterior.

O boletim regista ainda que mais 7.319 pessoas foram dadas como recuperadas, fazendo subir para 441.556 o número de recuperados desde o início da pandemia em Portugal.

Relativamente às 234 mortes registadas nas últimas 24 horas, 111 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, 48 na região Centro, 46 na região Norte, 19 no Alentejo, oito na região do Algarve e duas na região Autónoma da Madeira.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificadas 5.983 novas infeções, contabilizando-se até agora 208.695 casos e 3.636 mortes.

A região Norte registou mais 4.270 novas infeções por SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas e desde o início da pandemia já contabilizou 275.164 casos de infeção e 3.965 mortes.

Lisboa e Vale do Tejo e a região Norte representam 73,3% das infeções a nível nacional.

Na região Centro, registaram-se mais 2.670 casos, acumulando-se 84.162 infeções e 1.646 mortos.

No Alentejo, foram assinalados mais 491 casos, totalizando 20.721 infeções e 482 mortos desde o início da pandemia em Portugal.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 459 novos casos, somando 14.170 infeções e 148 mortos.

A Madeira registou 84 novos casos. Esta região autónoma contabiliza 3.078 infeções e 31 mortes devido à covid-19.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 30 novos casos nas últimas 24 horas, somando 3.146 infeções e 22 mortos.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 274.474 homens e 334.471 mulheres, referem os dados da DGS, segundo os quais há 191 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 5.159 eram homens e 4.761 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

Do total de 9.920 mortes, 6.688 atingiram pessoas com mais de 80 anos, 2.028 com idades entre os 70 e os 79 anos e 825 tinham entre os 60 e os 69 anos.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 2.092.736 mortos resultantes de mais de 97,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.