“Estas são as informações que nos estão a chegar e que nos deixam extremamente apreensíveis, porque as orientações que toda a gente conhece não são essas. Estou-me a referir apenas ao porto de Ponta Delgada", declarou à agência Lusa o presidente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Administrações Portuárias (SNTAP), Serafim Gomes.

De acordo com Serafim Gomes, "os trabalhadores estão divididos em duas equipas no setor da exploração, numa delas dois trabalhadores deram positivo [para a covid-19] e na outra três”.

O responsável referiu que os trabalhadores 'positivos' “receberam naturalmente indicação para ficarem em casa e tratarem-se”, mas “as normas que estão estipuladas é que as pessoas que estiveram em contacto [com os positivos] devem estar submetidas a confinamento".

"Julgo que são estas as normas impostas e estão a ser preparados para virem trabalhar só porque deram negativo, apesar de estarem em contacto com positivos, juntando-se o resto das duas equipas para fazer uma equipa única”, salientou.

Na quinta-feira, o diretor regional da Saúde revelou que a empresa Porto dos Açores tem vários trabalhadores com covid-19, sem precisar quantos.

Fonte do Governo Regional disse à Lusa que cerca de 30 trabalhadores da Porto dos Açores estão infetados com o novo coronavírus.

“É realmente estranhissismo. Se acontecer alguma coisa a um destes homens quem se responsabiliza por isso”, questionou o sindicalista.

Serafim Gomes disse ainda que a Portos dos Açores também testou o pessoal marítimo, “havendo uma quantidade enorme de trabalhadores que deram positivo”.

Contudo, acrescentou, pelas informações que dispõe, “até este momento, os que deram negativo ainda não foram mandados para casa, em confinamento”.

O sindicalista adiantou também que o SNTAP vai enviar uma “informação urgente” para a direção regional da Saúde para que “tenha uma intervenção”, já que a situação “é uma coisa inacreditável”.

A empresa de capitais públicos Portos dos Açores gere as infraestruturas portuárias das diferentes ilhas do arquipélago.

Afetos ao porto de Ponta Delgada, onde se regista o surto, estão cerca de 120 operacionais e administrativos, tendo os trabalhadores vindo a ser testados quinzenalmente por iniciativa da empresa.

Segundo o boletim de quinta-feira da Autoridade de Saúde, os Açores detetaram 41 novos casos de covid-19, todos na ilha de São Miguel, e foram registadas 155 recuperações.

No seu comunicado diário, a entidade adiantava ainda que, entre os doentes detetados em São Miguel, 23 foram identificados no âmbito dos rastreios em massa realizados nas freguesias de Rabo de Peixe (19) e Ponta Garça (quatro).

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.092.736 mortos resultantes de mais de 97,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.686 pessoas dos 595.149 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.