As alterações constam do decreto regulamentar regional, que renova o Estado de Emergência e que foi publicado no final de sexta-feira em Diário da República.

Desde 07 de janeiro que em toda a ilha de São Miguel existia a obrigação de recolhimento das 20:00 às 05:00 durante a semana e das 15:00 às 05:00 durante o fim de semana.

A partir deste sábado, o recolher obrigatório termina em Ponta Delgada, Lagoa, Povoação e Nordeste, considerados concelhos de médio risco de contágio para a covid-19, mas mantém-se em Vila Franca do Campo e na Ribeira Grande, considerados de alto risco.

Nos concelhos de médio risco, os restaurantes poderão funcionar presencialmente até às 20:00, podendo operar em regime de ‘take-away’ ou entrega ao domicílio a partir dessa hora.

Nos quatro concelhos, os ginásios poderão reabrir e os ajuntamentos na via pública estão limitados a um número máximo de seis pessoas (exceto se do mesmo agregado familiar).

Sete em cada dez habitantes da ilha de São Miguel (a mais populosa dos Açores) vive naqueles quatro concelhos.

Na passada quinta-feira, em conferência de imprensa, o secretário regional da Saúde e Desporto, Clélio Meneses, atualizou as medidas de combate à pandemia, mas não referiu as alterações no recolher obrigatório.

Na conferência de imprensa, foi anunciado que o Governo dos Açores decidiu, devido à pandemia, manter o ensino à distância na Ribeira Grande e em Vila Franca do Campo, mas nos restantes concelhos micaelenses regressa o ensino presencial do pré-escolar ao 2.º ciclo.

Assim, a partir de segunda-feira, nos concelhos de Ponta Delgada, Lagoa, Nordeste e Povoação, serão retomadas as aulas presenciais do ensino pré-escolar, que inclui creches e jardins de infância, bem como no 1.º e 2.º ciclos.

Os restantes níveis de ensino nestes quatro concelhos, bem como todos os níveis de ensino nos concelhos da Ribeira Grande e de Vila Franca do Campo, vão continuar a ser lecionados à distância.

Existem presentemente 505 casos positivos ativos na região, sendo 426 em São Miguel, 56 na Terceira, 17 no Faial, quatro no Pico, um nas Flores e um no Corvo.

Foram detetados até hoje nos Açores 3.616 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, verificando-se 25 mortes e 3.616 recuperações.

Em Portugal, morreram 12.179 pessoas dos 711.081 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.