"Numa fase particularmente difícil para todos, em que a vida comunitária irá sofrer sérias restrições", o Representante da República para a região apela à "serenidade e sentido cívico de todos os açorianos", acreditando que, "com o contributo de todos, se irão ultrapassar os dias difíceis" de agora.

Em texto enviado à imprensa, o gabinete de Pedro Catarino lembra que compete ao Representante da República assegurar, nos termos da lei, a execução da declaração de emergência no território da região, em "estreita cooperação" com o Governo Regional.

"O Representante da República garante a rápida mobilização dos serviços do Estado na região, para o cumprimento das medidas decretadas a nível nacional. Da mesma forma, reconhecendo o papel primordial do Governo Regional e das autoridades civis dele dependentes na execução da declaração do estado de emergência, o Representante da República assegura ainda a cooperação das Forças Armadas e das forças de segurança na implementação das medidas decididas pelos órgãos de governo próprio da região", prossegue a nota.

O gabinete do Representante da República diz ainda que este tem mantido contactos com a presidente da Assembleia Legislativa dos Açores, Ana Luís, com o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, bem como "com os Comandos das Forças Armadas e das forças de segurança e outros serviços do Estado".

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decretou hoje o estado de emergência em Portugal, por 15 dias, devido à pandemia de Covid-19.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, começou em dezembro na China e infetou mais de 210 mil pessoas em 170 países, das quais mais de 8.750 morreram.

Os países mais afetados depois da China são a Itália, com 2.978 mortes para 35.713 casos, o Irão, com 1.135 mortes (17.350 casos), a Espanha, com 558 mortes (13.716 casos) e a França com 175 mortes (7.730 casos).

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira, e o número de mortos no país subiu para dois.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.