“Os dados que temos da Autoridade de Saúde, até às 12:00 de hoje, é que há 42 pessoas infetadas” com a doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, disse à agência Lusa o presidente da Câmara de Mora (distrito de Évora), Luís Simão.

O autarca frisou que, deste total, “quatro doentes, todos homens”, estão internados no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), sendo que “dois deles encontram-se nos cuidados intensivos”.

Devido a este surto de covid-19, surgido há pouco mais de uma semana, com as três primeiras pessoas da comunidade infetadas a serem detetadas no dia 09, já foram realizados “seguramente mais de 300 testes” à doença, até hoje, avançou.

“Seguramente, desde que o surto foi detetado e ao longo destes dias, já devem ser mais de 300 os testes realizados à comunidade”, sublinhou, frisando que a operação de testagem decorre na Casa do Povo da sede de concelho.

“Os testes têm sido todos eles feitos em Mora. A recolha é feita aqui e, depois, as amostras é que vão para laboratório”, referiu o autarca alentejano.

Questionado pela Lusa, Luís Simão revelou que os funcionários do município “vão ser todos testados na terça-feira” e que a câmara, consoante a disponibilidade do laboratório que está a trabalhar com a Autoridade de Saúde Pública, vai “tentar que os bombeiros e os elementos da GNR possam fazer os testes ainda esta semana”.

O autarca disse também que, apesar de as 42 pessoas infetadas já diagnosticadas residirem todas na vila e freguesia de Mora, o que significa que “o surto está confinado a esta área” e não se espalhou ao restante concelho, as visitas a todos os lares de idosos do território foram suspensas.

“Todos os lares apertaram as medidas de funcionamento para precaver a situação e todas as visitas estão suspensas. O lar de Cabeção até está hoje a realizar, da sua própria iniciativa, testes na instituição”, indicou.

Este surto surgiu no dia 09, quando foram confirmados os primeiros três casos positivos na comunidade, número que foi subindo, todos os dias, à medida que foram sendo testados os contactos de pessoas infetadas.

A câmara ativou o Plano Municipal de Emergência e fechou, no início da semana passada, os serviços de atendimento ao público e outros equipamentos, como a Oficina da Criança, a Casa da Cultura, o Centro de Atividades de Tempos Livres e instalações desportivas.

Ao longo da última semana, segundo o relato do autarca local, foram fechando cafés, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais, com a população confinada em casa, por precaução.

Portugal contabiliza pelo menos 1.778 mortos associados à covid-19 em 54.102 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.