Os casos positivos afetam 35 dos 52 idosos e 10 dos 27 funcionários do lar do Centro Paroquial e Social Santo Cristo, concretizou à Lusa Sofia Bernardo.

O surto foi descoberto depois de, na terça-feira, um utente ter sido hospitalizado por outras razão de saúde, e ao ser testado antes do internamento deu positivo à infeção pelo novo coronavírus.

A diretora-técnica esclareceu que no dia seguinte, quarta-feira, a autoridade regional de saúde fez o rastreio a toda a comunidade do lar, o qual resultou em 45 casos positivos entre 79 testados.

“Ninguém tem sintomas e nem necessidade de cuidados reforçados”, garantiram à Lusa a diretora técnica e o presidente do Centro Paroquial e Social, João Gomes.

No lar de idosos foram tomadas medidas, seguindo as orientações da Saúde, e separados os utentes positivos e negativos.

“Tínhamos feito tudo para que não acontecesse”, afirmou o presidente da instituição, salientando que desde o início da pandemia ainda não tinham tido nenhum problema, nem qualquer caso relacionado com a covid-19.

O concelho de Bragança apresentava no último boletim epidemiológico da unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste, 251 casos de infeção ativos.

Nos 12 concelhos do distrito de Bragança, de acordo ainda com as autoridades regionais, há 678 casos com a doença ativa.

Desde o início da pandemia, o distrito acumula 3.968 casos de infeção pelo novo coronavírus e 74 mortes associadas à doença covid-19.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.