O surto subiu de 46 para 52 infetados nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim epidemiológico hoje divulgado pelo município a partir de informação reportada pelas autoridades locais de saúde.

Fonte oficial da autarquia tinha explicado que “o surto não está circunscrito a um local específico e pode evoluir”.

Segundo a mesma fonte, o contágio aconteceu durante uma festa privada com cerca de 60 pessoas e em festas ocorridas em pelo menos três bares de diversão noturna, que se mantém abertos, uma vez que não afeta funcionários.

Os primeiros casos foram detetados, no início da semana, entre um grupo de amigos que se juntaram na praia e na piscina e que, por sua vez, frequentaram um bar.

Contagiaram depois outros cidadãos que, por sua vez, infetaram outros em festas ocorridas em, pleno menos, outros dois bares de diversão noturna, de acordo com a investigação efetuada pelas autoridades de saúde aquando do inquérito epidemiológico.

As autoridades de saúde aconselham “quem esteve nos bares da localidade ou participou em festividades com aglomeração de pessoas no fim de semana de 28 e 29 de agosto a realizar de imediato auto-teste e a ligar para o SNS 24 em caso de resultado positivo”.

Desde o início da pandemia, Torres Vedras, no distrito de Lisboa, contabiliza 6.950 casos confirmados, dos quais 148 estão ativos, 6.626 recuperaram e 176 morreram, de acordo com o boletim epidemiológico.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.