A informação foi avançada pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, que numa curta declaração à imprensa em Bruxelas indicou que “a boa notícia é que a vacinação está a ganhar velocidade em todos os Estados-membros da UE, que receberam mais de 126 milhões de doses de vacinas”.

“Tenho o prazer de anunciar que hoje atingimos os 100 milhões de vacinas [administradas] na UE, um marco de que nos podemos orgulhar. E, destes 100 milhões de vacinações, mais de um quarto já equivale à segunda dose, o que significa que temos agora mais de 27 milhões de europeus totalmente vacinados”, acrescentou a responsável.

A ferramenta ‘online’ do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) para rastrear a vacinação da UE, que tem por base as notificações dos Estados-membros, indica que, em termos percentuais, 7,5% da população adulta da UE já está totalmente inoculada (com as duas doses), enquanto 19,4% recebeu a primeira dose da vacina, mas ainda longe da meta dos 70% estipulada pela Comissão Europeia para final do verão.

A campanha de vacinação da UE tem sido marcada por grandes atrasos na entrega de vacinas por parte da AstraZeneca e pelos efeitos secundários do seu fármaco, dada a confirmada ligação a casos muito raros de formação de coágulos sanguíneos.

A esta situação juntam-se atrasos na chegada à UE da vacina da Janssen (grupo Johnson & Johnson) após as autoridades de saúde dos Estados Unidos terem recomendado na terça-feira uma pausa na administração do fármaco para investigar relatos de coágulos sanguíneos.

Atualmente, estão aprovadas quatro vacinas na UE: Pfizer/BioNTech, Moderna, Vaxzevria (novo nome da vacina da AstraZeneca) e Janssen.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.