"Face ao estado de alerta em que se encontra o país, e perante as medidas excecionais a ter em conta, com o claro objetivo de evitar riscos de propagação e contaminação das nossas populações pelo coronavírus, o Secretariado Executivo da UGT decidiu cancelar as comemorações do 1º de Maio, Dia do Trabalhador, agendadas para Vila Real", disse a central sindical numa nota de imprensa.

A UGT decidirá oportunamente como irá assinalar o 1.º de Maio, "para que a data seja devidamente dignificada".

Foi igualmente adiada a reunião do Secretariado Nacional de dia 27 de março, a realizar em Aveiro, para o dia 28 de abril.

"Tais decisões enquadram-se no esforço nacional de defesa da saúde e da vida dos portugueses, estando a UGT totalmente empenhada no acompanhamento da situação junto dos seus filiados e com o Governo e restantes parceiros sociais central", justificou o secretariado executivo da central.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.