"Existe a possibilidade, se tudo correr como planeado, que algumas vacinas estejam prontas para serem aprovadas dentro de um ano", declarou Marco Cavaleri, diretor de estratégia da EMA, durante uma videoconferência.

"Essas são apenas previsões baseadas nos dados existente. Mas ressalvo novamente que tudo isto no melhor cenário, pois sabemos que todas as vacinas em desenvolvimento podem não receber autorização e desaparecer", sublinhou, alertando que no processo também "pode haver atrasos".

A EMA, uma agência da União Europeia com sede em Amesterdão, mostra-se assim cética em relação às informações que sugerem a hipótese de uma vacina estar pronta já em setembro próximo.

Paralelamente, Cavaleri minimizou os receios da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que o novo coronavírus "nunca desapareça".

"Acho que é um pouco cedo para dizer, mas temos boas razões para estarmos otimistas de que as vacinas vão chegar", disse Cavaleri, acrescentando: "Ficarei surpreendido se falharmos na tarefa de encontrarmos uma vacina para o covid-19".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.