De acordo com Matteo Bruni, o paciente deixou temporariamente a Casa Santa Marta, residência onde o pontífice argentino preferiu morar no Vaticano, e todas as pessoas com as quais manteve contato direto foram isoladas.

Matteo Bruni observou ainda que os três residentes do Vaticano que testaram positivo para o coronavírus nos últimos dias já estão curados.

O Governo do Vaticano obrigou o uso da máscara em todo o seu território, também ao ar livre, e em todas as suas sedes extraterritoriais, territórios e edifícios romanos sobre os quais tem jurisdição.

Na quarta-feira passada, o Papa Francisco não usou a máscara durante a audiência geral com os fiéis, e só foi visto com ela numa ocasião, dentro de um carro que o levou para dentro das paredes da Santa Sé.

Porém, na quarta-feira, pela primeira vez, o pontífice renunciou saudar os fiéis no início e no final da audiência, desculpou-se por isso, por renunciar à proximidade, e instou-os a respeitar os protocolos de saúde contra o coronavírus.

Durante a primeira onda da pandemia, o Vaticano registrou 12 casos de contágio.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.