Há um ano, por esta altura, mais dia menos dia, estaríamos a falar da apresentação do Orçamento do Estado para 2020 por aquele que recebeu o título de Ronaldo das Finanças.

Um ano volvido, o tema podia ser o mesmo. Era até há umas horas. A apresentação do OE2021, agora com João Leão a titular da pasta das Finanças, dominava a atualidade até ser chutado para canto.

ÚLTIMA HORA: Cristiano Ronaldo testou positivo à Covid-19.

“Cristiano Ronaldo foi dispensado dos trabalhos da seleção nacional após teste positivo para covid-19, pelo que não defrontará a Suécia. O internacional português está bem, sem sintomas e em isolamento”, informava uma nota publicada no site da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Manchetes, notificações, especiais de informação. Está assintomático? Ainda está na Cidade do Futebol? O que se sabe, o que não se sabe, o Presidente da República reage. A companheira de Ronaldo reage. A mãe de Ronaldo reage. As frases são nota de rodapé, a atualidade é Ronaldo.

"Desejei as melhoras, amanhã lá estaremos a apoiar a seleção", disse Marcelo Rebelo de Sousa; "Tu és a minha inspiração", escreveu Georgina; "Deus dá grandes batalhas a grandes guerreiros e é mais uma guerra que vais vencer, filho", partilhou Dolores Aveiro.

E a notícia, como o vírus, espalha-se. Chega aos internacionais, é a notícia do dia à escala global."Cristiano Ronaldo Tests Positive for Coronavirus" (New York Times), "Cristiano Ronaldo, positivo por coronavirus una semana después de jugar un amistoso contra España" (El País), "Cristiano Ronaldo testé positif au Covid-19" (France Football).

Um dos jornais, o italiano La Repubblica lembra a vez em que Cristiano Ronaldo foi instado a usar máscara, no início de setembro, enquanto assistia ao Portugal-Croácia na bancada do Estádio do Dragão, no Porto.

Analisa-se o tema de vários ângulos, convocam-se especialistas. À RTP3, Carlos Paulo, médico intensivista, referiu que situações como a que foi demonstrada na fotografia publicada esta segunda-feira por Cristiano Ronaldo no Instagram, em que a seleção portuguesa aparece numa refeição sem distanciamento social, são potenciadoras de risco de contágio.

CR7 é um ativo, e com a notícia até ações da Juventus caíram. Quando se soube do diagnóstico positivo de Covid-19 do jogador, desceram até os 0,73 euros — uma queda de 5,2%.

A seleção joga amanhã com a Suécia e o avançado de 35 anos vai falhar a receção à equipa escandinava, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, em encontro da quarta jornada do Grupo 3 da Liga A da Liga das Nações.

Para além do jogo diante da seleção sueca, CR7 deve falhar os jogos diante do Crotone e Hellas Verona, a contar para a Serie A, com a Juventus, e a estreia da Velha Senhora na Liga dos Campeões frente ao Dynamo Kyiv, todos encontros que acontecerão num prazo de 14 dias, o número de dias que tem sido utilizado como referência para o período de isolamento.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.