“O CDS há muitos anos que é dos partidos que menos gasta em campanhas eleitorais. E, portanto, temos uma preocupação de ter campanhas poupadas. Não temos muito dinheiro e, portanto, também temos essa preocupação, por opção e por necessidade”, afirmou Assunção Cristas, em declarações à Lusa, integradas numa entrevista que a agência divulgará na terça-feira.

Em declarações ao jornal i, Marcelo Rebelo de Sousa alertou para os efeitos negativos de gastos avultados em campanhas eleitoral, afirmando que pode levar a um “legítimo juízo crítico” dos portugueses.

Segundo o Presidente da República, há hoje “um escrutínio muito mais intenso dos cidadãos quanto aos gastos políticos”, a que se soma “um legítimo juízo crítico” dos portugueses quanto “ao que possam considerar um excessivo uso de meios” nas campanhas.

Na semana passada, o chefe de Estado já tinha apelado aos partidos para gastarem “o menos possível nas campanhas eleitorais”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.