"Por respeito aos 800 mil funcionários americanos que não estão a receber salários e para garantir o apoio da sua equipa quando for necessário, o Presidente cancelou a viagem de sua delegação ao Fórum Económico Mundial de Davos", informou Sarah Sanders, porta-voz da Casa Branca, uma semana após o próprio Trump cancelar sua participação.

Trump esteve presente no Fórum no ano passado e estava planeado que marcasse presença este ano também.

No entanto, na sequência do “shutdown”, entretanto tinha sido anunciado que Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano, e Steven Mnuchin, secretário do Tesouro, liderariam a delegação dos EUA, no lugar de Trump.

O "shutdown" é o encerramento ou interrupção do funcionamento do governo federal, por bloqueio de financiamento, sendo afetados todos os serviços considerados não essenciais.

Isso acontece quando o Congresso não aprova o financiamento para todas as atividades do Governo e as agências federais.

Arrastando-se desde 22 de dezembro, o "shutdown" atual é resultante de um "braço de ferro" entre Donald Trump e os Democratas quanto ao financiamento de 5,6 mil milhões de dólares para o projeto de um muro na fronteira com o México.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.