A delegação, acompanhada da embaixadora de Portugal em Cabo Verde, visitou as instalações da Escola Portuguesa em Cabo Verde, na cidade da Praia.

Durante a visita, os deputados e funcionários da Assembleia da República de Portugal procederam à oferta de uma parte dos livros recolhidos nas instalações do parlamento, num total de 800. As restantes foram oferecidas às escolas cabo-verdianas.

No final da visita, o deputado português Marco António Costa disse à agência Lusa que esta oferta foi uma iniciativa do grupo desportivo parlamentar, em parceria com os deputados e serviços da Assembleia, que “tomaram em mãos encontrar donativos de livros que pudessem ser encaminhados para a Escola Portuguesa em Cabo Verde”.

“Graças a esta ação foi possível angariar os livros que hoje viemos entregar. Trata-se de algo que devemos continuar a fazer no futuro, uma vez que continuam a fazer falta” e são fundamentais para “a abertura de horizontes dos jovens desta escola”, disse ainda.

Para Marco António Costa, a visita assinala também “esta relação de grande proximidade do parlamento com a Escola Portuguesa de Cabo Verde”.

Na instituição, os deputados e funcionários parlamentares, disse ainda, constataram “a grande evolução que a escola está a ter e que é muito importante para Portugal”, para a política de cooperação portuguesa e para a política de afirmação da língua e cultura portuguesas.

Marco António Costa sublinhou que o Governo de Cabo Verde tem uma grande proximidade com esta escola.

Sobre a VIII Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (AP-CPLP), que decorre desde quinta-feira na capital de Cabo Verde, o deputado considerou que a mesma “desencravou o funcionamento da própria Assembleia Parlamentar”.

“A liderança do Brasil [que hoje terminou] foi marcada por um conjunto de dificuldades próprias da história interna do Brasil, problemas que o Brasil atravessou a nível institucional. Cabo Verde tem agora uma missão histórica que é dar um novo impulso a este projeto. Não tenho dúvidas que o fará”, disse.

Marco António Costa sublinhou a importância da deliberação aprovada na quinta-feira, com vista à eliminação da violência contra as mulheres e meninas.

“Trata-se de uma declaração muito importante, não só do ponto de vista do seu simbolismo, mas particularmente pelo que pode acarretar de mudanças estruturais na ação política de muitos estados da CPLP”, adiantou.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.