As armas foram descobertas por acaso por dois excursionistas, no sábado à noite, na floresta de Capanagh, próximo do porto de Larne. O esconderijo continha minas, bombas artesanais e munições, afirmou a Polícia, que disse seguir a pista de grupos dissidentes republicanos. "Trata-se de uma das apreensões de explosivos mais importantes já realizadas pela Polícia nestes últimos anos", afirmou, em nota, o detetive Kevin Geddes, da Polícia local. "Vários destes artefatos estavam prontos para serem utilizados. Sem qualquer dúvida, a apreensão salvou vidas", considerou.

Esta descoberta é uma "notícia muito boa", reagiu a ministra britânica encarregada da Irlanda do Norte, Theresa Villiers, acrescentando que "os terroristas não podem usar estes artefatos potencialmente letais".

As forças de segurança da Irlanda do Norte registaram um aumento de 44% dos alertas de bomba, por semana, durante os últimos 12 meses. Ao mesmo tempo, o governo britânico elevou de "moderado" para "substancial" o nível de alerta perante a possibilidade de um atentado. 

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.